O que a aquisição da Activision pela Microsoft nos mostra sobre o futuro


O que a aquisição da Activision pela Microsoft nos mostra sobre o futuro| Foto: Unsplash, Matthew Manuel/Reprodução


Porto Velho, RO
- Mês passado a Microsoft anunciou a aquisição da gigante dos jogos Activision, por aproximadamente US$ 70 bilhões. A cifra chamou a atenção de muitas pessoas por diversos aspectos: pelo tamanho do valor envolvido; por ser a maior aquisição da história da Microsoft; pela gigante ter pago esse valor por uma empresa não tão conhecida pelo grande público (mas certamente bastante conhecida por gamers).

Muitas pessoas estão confusas ou torcendo o nariz para essa aquisição. O mesmo aconteceu quando o Facebook comprou o Instagram por US$ 1 bilhão, quando este tinha apenas 13 funcionários.

O fato é: a Microsoft tem investido cada vez mais no universo dos jogos. Em 2017, o chefe da divisão de jogos da empresa, Phil Spencer, foi promovido a Vice Presidente Executivo, respondendo diretamente ao CEO da companhia, Satya Nadella.

Ao longo dos últimos anos, a empresa tem investido cada vez mais em infraestrutura, estúdios e distribuição para sua oferta de plataformas e jogos. A aquisição da Activision mostra que isso pode ser só o começo.

Vale, então, contextualizar melhor por que a Microsoft pagou quase US$ 70 bilhões na transação. A Activision Blizzard é um conglomerado de desenvolvedoras e publicadoras de jogos, com algumas das franquias mais jogadas e famosas do mundo sob seu guarda-chuva, como Call of Duty, Guitar Hero, World of Warcraft e Candy Crush. A empresa tem alguns dos artistas, desenvolvedores e business developers mais talentosos do mundo.

Muito mais do que um investimento no segmento de jogos, a aquisição tem a ver com uma palavra da moda: Metaverso. Sim, é uma palavra que está em todo lugar e que pouca gente realmente sabe o que significa. Já falei em colunas anteriores em qual estado estamos e o que precisamos para de fato, termos o tão prometido Metaverso.

Contudo, o CEO da Microsoft parece concordar que o Metaverso é o próximo estágio da internet. Em uma entrevista recente, Satya Nadella declarou que: “Ser bons em construir jogos nos dá permissão de construir a próxima internet”. A aquisição significa que a Microsoft está dobrando - no mínimo - sua aposta nessa tal nova internet.

No fim das contas, a Microsoft está comprando muito mais do que os milhões de jogadores ou as franquias de sucesso da Activision Blizzard. Ela está comprando um time talentoso de mais de 10 mil profissionais que vem construindo algumas das tecnologias e comunidades mais influentes do mundo. E isso pode ser fundamental para uma empresa buscando construir “a próxima internet”.

Fonte: Por Allan Costa

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu