Protestos contra guerra terminam com 3,5 mil presos na Rússia

 
Policiais russos prendem manifestante em Moscou, neste domingo| Foto: EFE/YURI KOCHETKOV

Porto Velho, RO - As manifestações realizadas neste domingo (6) na Rússia, para pedir o fim da invasão à Ucrânia, convocadas pelo líder de oposição Alexey Navalny, terminaram com a prisão de pelo menos 3,5 mil ativistas.

A informação foi veiculada pelas agências de notícias russas TASS e Interfax, que têm como fonte a porta-voz do Ministério do Interior do país, Irina Volk.

Os protestos classificados como não autorizados pelo Kremlin aconteceram em Moscou, São Petersburgo e outras cidades. De acordo com Volk, na capital foram cerca de 2,5 mil pessoas reunidas, sendo que 1,7 mil delas acabaram sendo presas. Em São Petersburgo, por sua vez, a manifestação contou com 1,5 mil participantes, com a metade sendo detida

A porta-voz do Ministério do Interior ainda afirmou que 1,2 mil pessoas estiveram em protestos em outras regiões da Rússia, sendo que 1.061 foram presas.

Navalny convocou que as pessoas fossem às ruas em Moscou e São Petersburgo para exigir o fim da invasão à Ucrânia e protestar contra o presidente russo, Vladimir Putin. O Ministério Público e o Ministério do Interior já tinham advertido a população de que a participação nos atos seria punida com prisão.

Fonte: Por Agência EFE

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu