ANS favorece planos de saúde com reajuste cavalar


Foto: Agência Brasil


Porto Velho, RO - A ANS, “agência reguladora” dos planos de saúde, vai reiterar nos próximos dias, pela enésima vez, a quem de fato serve: anunciará um aumento de 15% a 18% nas prestações dos planos de saúde individuais que ainda restam. 

O reajuste deve vigorar a partir de maio. Os brasileiros que foram empurrados pela própria ANS aos chamados “planos coletivos” terão de amargar um novo aumento cavalar a ser determinado pelas próprias operadoras, e que podem passar dos 25%.

Jogada esperta


Na prática, a ANS atendeu as empresas e condenou à morte os planos individuais. E abriu mão de definir reajustes dos planos coletivos.

Navalha e pescoço


A ANS hoje controle planos individuais e sujeitou preços dos coletivos a fantasiosa “negociação entre as partes”, isto é, a navalha e o pescoço.

Golpe exitoso

O golpe deu certo: os planos individuais deixaram de ser vendidos e hoje representam apenas 18,5% do total. Os planos coletivos, 81,6%.

Fonte: Por Cláudio Humberto

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu