Empresa que venceu concessão apresenta plano de investimentos para ampliar o Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira


Empresa apresenta o plano de investimentos para o Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira

Porto Velho, RO - Nesta segunda-feira (11) foi apresentado no Palácio Rio Madeira, sede do Governo de Rondônia, o plano de investimentos para o Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira, em Porto Velho.

Durante a apresentação da Vinci Airports, representantes da empresa que ganhou a concessão por 30 anos, afirmou que o Aeroporto de Porto Velho será o maior da região Norte, após passar por uma grande reforma, com estrutura de dois andares e passarelas que serão instaladas .

Além do amplo espaço a concessionária aeroportuária francesa pertencente ao Grupo Vinci, considerada uma das principais operadora aeroportuária do mundo apresentou o plano de sustentabilidade para o local.

Entre o plano de estratégia ambiental estão dividir pela metade a pegada de carbono (cálculo de emissão de gases) em 40%, chegar à zero nas emissões de gases de efeitos estufa, bem como instalação de usina solar, interromper o envio de resíduos sólidos a aterros sanitários, reutilizar águas residuais, além da realização de um programa de manejo na área da fauna.

De acordo com a CEO Amazonia Airports Conssession Karen Strougo, a Vinci Airports está em mais de 20 países, fazendo parte da construção sustentável de 53 aeroportos do mundo em praticamente em todos continentes.

“Agora somos oito aeroportos no Brasil. A nossa plataforma de adaptações ambientais no negócio de aeroportos favorece a biodiversidade, não usamos inseticidas nas nossas infraestruturas, reduzimos até a metade no consumo de água e emissão de carbono, com certificação ambiental. Para conseguir alcançar esse plano temos um caminho com estratégias deferidas e hoje já temos quase 40 aeroportos com essa administração”, disse.

Entre os aeroportos do Brasil da Vinci, 67% dos lixos tirados dos aeroportos são recuperados pela empresa. Em 2022 começou a operação dos aeroportos da Amazônia, o chamado bloco Norte. Em Salvador o aeroporto aproveita toda a água, resíduos com zero aterro sanitário, energia com 100% iluminação LED e biodiversidade onde reduz em 70% o número de acidentes de pássaros.

Segundo a empresa 5 mil animais já foram devolvidos para os habitats naturais. A empresa conquistou o prêmio da Associação de Internacional de Aeroporto (ACI) como o aeroporto mais sustentável nos anos de 2019 e 2020. E o primeiro lugar da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) como o aeroporto mais sustentável do Brasil.


A nova estrutura do aeroporto de Porto Velho foi apresentada na manhã de segunda-feira

“Estamos na etapa de desenho do projeto do aeroporto, em busca das licenças para poder entregar um aeroporto com infraestrutura adequada. Vamos implantar duas pontes de embarque no aeroporto, além da construção de um segundo andar e ampliação do terminal de passageiros de mais de 1.700 metros quadrados.

E vamos fazer ajustes significativos nas pistas de decolagem, investimentos fundamentais para a segurança e garantir a operação e aeronaves de grande porta na região. Esse é o grande impacto que o cidadão vai conseguir perceber no aeroporto de Porto Velho que é uma das maiores obras que vamos fazer aqui entre os terminais da Amazônia”, ressaltou.

O governador do Estado, Marcos Rocha, falou do avanço da economia e benefícios que serão ofertados pelo desenvolvimento do aeroporto. “Esse plano para a gente é motivo de alegria porque traz desenvolvimento. O estado de Rondônia tem trabalhado muito para fazer com que os aeroportos regionais funcionem.

A chegada da empresa gera empregos para a região, estamos trabalhando firme para que a nossa gente seja valorizada. A parte aeroportuária é extremamente importante para permitir o desenvolvimento. Que venha logo os investimentos para que tenhamos o aeroporto de Porto Velho internacional operando na região”, enfatizou o governador.

O Secretário da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico – Sedec, Avenilson Trindade, reforçou que o trabalho da concessão é de longo prazo e a empresa tem suporte para alcançar a expectativa sobre a obra.

“Nós ficamos muito felizes com a vinda da Vinci ao estado de Rondônia pelo nível de qualidade empresarial que pode ser feito para outros empreendimentos que nós já temos. Com vinda dos projetos para consolidar o aeroporto internacional temos expectativa de novos investimentos e melhorar a infraestrutura no Estado”, destacou.

A concessão do Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira ocorreu após a empresa aeroportuária Vinci Airports vencer o leilão ocorrido em 2021. Além de Porto Velho, foi conquistada a concessão de outros municípios de estados da região Norte: Manaus (AM), Tabatinga (AM), Tefé (AM), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC) e Boa Vista (RR).

Fonte: O Observador

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu