INOVAÇÃO Agrishow mostra exemplos de boas ideias que se tornaram oportunidades de negócio

Foto: Dinâmica


Porto Velho, RO - O mundo do agro vai muito além de agricultores, produtores e criadores. Há um universo imenso de serviços e produtos que giram em torno dele. Na Agrishow, a maior feira agropecuária da América Latina, que acontece em Ribeirão Preto (SP), é possível encontrar exemplos de como uma ideia pode virar uma grande oportunidade de negócio.

Cinco anos atrás, o empresário Luís Alberto Roque era apenas um estudante de Engenharia. Ele foi à Agrishow em busca de um parceiro que investisse na sua startup: um aplicativo para comandar pivôs de irrigação a distância. Não foi fácil, mas ele conseguiu uma chance na Bauer, empresa multinacional do setor que atua em mais de 80 países.Máquinas agrícolas autônomas: o futuro do campo chegou na Agrishow

“Eu me sinto realizado, porque lá em 2017 eu plantei a semente, a ideia, e hoje a gente consegue colher o fruto, oferecendo tecnologia para o irrigante e equipamentos de alta precisão e impactar a vida de muitas pessoas”, diz Roque, que acabou de tornando CEO da empresa. “Você tem que identificar a necessidade do produtor e depois persistir. Acreditar na ideia. Porque uma vez que você identifica uma solução de maneira simples e persiste naquele caminho, aquilo vai se tornar realidade”, comenta.

Hoje existem mais de 1.500 startups ligadas ao agro no Brasil. Diante desse crescimento, a Agrishow decidiu criar um concurso para premiar as três melhores.

“A gente fala hoje sobre nanotecnologia, biotecnologia, drones com inteligência artificial. É um novo mundo de inovação e tecnologia ligado ao agronegócio principalmente oriundo das startups”, afirma o head de Inovações da Agrishow, Claiton Guimarães.

Uma das participantes do concurso, Thais Andrade criou um sensor agrometeorológico capaz de medir todos os fatores climáticos, como temperatura, chuva e vento, além da umidade do solo. “Entendendo quais as condições ideais para fazer uma aplicação no tempo certo, com a temperatura e umidade corretas, a gente consegue entregar essas informações para que o produtor tome a decisão na hora certa”.

Na Agrishow, fica claro que o mundo do agro vai muito além de agricultores, produtores e criadores. Há um universo imenso de serviços que giram em torno dele como máquinas, implementos, insumos, linhas de crédito e startups. Cada nova ideia que surge pode se tornar uma oportunidade de negócio.

A rede de distribuição de peças para máquinas agrícolas Rech oferece franquias para empresários que queiram investir no agro. Já são 46 lojas espalhadas pelo Brasil e a ideia é chegar a 200 até 2025. “Só o ano passado abrimos 12 novas lojas, [sendo] sete filiais da companhia e cinco franqueadas. Isso tem ajudado a movimentação de todo o agro”, diz o gerente de Expansão em Franquias da Rech, Juliano De Stefani.

Pensando na importância da sustentabilidade, o agro vem ampliando o consumo de energia solar. Para agregar valor ao produto, a empresa Dinâmica aumentou a altura das placas fotovoltaicas em 1,5 m para oferecer também sombra para o gado.

“Quando tem chuva ele vai se abrigar embaixo do sistema, que é aterrado individualmente acaba trazendo segurança para ele. É mais seguro do que se abrigar debaixo de uma árvore em relação à descarga atmosférica”, afirma Wellington Bernardo, da Dinâmica.


Fonte: Por Antonio Pétrin, de Ribeirão Preto


Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu