Política econômica Em jantar, presidente do PT deixa empresários inquietos


Presidente do PT, Gleisi Hoffmann, falou sobre voltar atrás em privatizações e na revogação do teto de gastos| Foto: Mauro Calove/Instituto Lula

Porto Velho, RO - É uma vergonha o que muita gente faz com o dinheiro dos impostos que a gente paga e que é fruto do nosso trabalho e suor. 

É gente sem o menor caráter que frauda o auxílio emergencial, criado para socorrer aqueles que, assustados por uma campanha sórdida, perderam o emprego, fecharam a loja, se trancaram em casa e tiveram que ser ajudados pelo governo com o dinheiro dos nossos impostos.

Nesta terça-feira (5), a Polícia Federal realizou duas operações de busca e apreensão, uma no Mato Grosso e outra em Rondônia, para pegar gente que estava falsificando dados para se beneficiar do auxílio. Tem pelo menos 26 pessoas envolvidas. Sempre há gente com ausência de caráter para fazer isso.

Jovens brasileiros na Forbes

Dois jovens brasileiros ingressaram na lista de bilionários do mundo da revista Forbes. Cada um deles tem uma fortuna de 1,5 bilhão de dólares. Henrique Dubugras, que tem 26 anos, e Pedro Franceschini, de 25, são especialistas em assuntos digitais. Eles criaram uma empresa, na Califórnia, que entrega em cinco minutos um cartão de crédito digital e, em cinco dias, o cartão de crédito físico. E foi um sucesso.

Jantar com Gleisi

Acho que a intenção foi assustar os investidores. A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, reafirmou em jantar com empresários aquilo que Lula, pré-candidato do partido ao Planalto, vem dizendo há muito tempo. 

Que pretende revogar a reforma trabalhista, que atualizou as leis do trabalho e aumentou a possibilidade de dar emprego. Que vai reverter processos de privatização e rever o teto de gastos.

Só pode ser vontade de prejudicar o país. Porque isso vai prejudicar muito mais o país do que o governo, assustando aqueles que investem e geram empregos. Essa é a questão.

Franceses vão às urnas

Falando de eleições na Europa, na Hungria e na Sérvia foram reeleitos o primeiro ministro, de direita, e o presidente da Sérvia, com mais votos do que na eleição anterior. São amigos do presidente russo Vladimir Putin e foram cumprimentados por ele.

No próximo domingo (10) a eleição é na França, em que estão concorrendo o atual presidente Emmanuel Macron, Marine Le Pen, de direita, e Jean-Luc Melenchon, que já recebeu mensagens de Lula e Dilma, pela esquerda.

Requerimento chegou

Finalmente chegou ao plenário o requerimento que convida o ministro do STF Alexandre de Moraes para ser ouvido no Senado sobre esses inquéritos que não seguem a Constituição e nem o devido processo legal.

Fonte: Por Alexandre Garcia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu