Todo poder às mulheres de Rondônia; PT tem Anselmo ao governo, Cujuí ao Senado e Fátima à Câmara; e o novo aeroporto


A íntegra da coluna redigida por Sérgio Pires

TODO O PODER ÀS MULHERES: PARA A ELEIÇÃO DESTE ANO, UM PACOTE DE CANDIDATAS COM NOMES CONHECIDOS E CARAS NOVAS

Porto Velho, RO
- Cheia de inovações, mudanças radicais e problemáticas, a eleição deste ano terá, contudo, uma atração especial. A participação feminina será significativa, nesse pacote de alternativas para a escolha do eleitor. Como a lei exige ao menos 30 por cento dos candidatos, por partido ou federação sejam de mulheres, elas estão com tudo. Há siglas que, ao menos até agora, não conseguiram concluir a cota, mas a maioria delas trouxe, para o mundo eleitoral, uma relação de nomes muito conhecidos na política regional, além de outros que estão estreando. A exceção é a disputa pelo Governo, onde, até agora, só aparecem homens. Já com relação ao Senado, temos duas candidatas poderosas: Mariana Carvalho, agora no Republicanos e Jaqueline Cassol, presidente do PP, ambas deputadas. Para a Câmara Federal, várias mulheres que se destacam na nossa política concorrerão também, em outubro.

Entre elas, a atual deputada federal Silvia Cristina, que causou polêmica ao deixar o PDT esquerdistas para ingressar no PL, partido de apoio ao presidente Bolsonaro. É preciso destacar, ainda, a ex-vereadora Cristiane Lopes, que está hoje no União Brasil e que disputará pela segunda vez uma cadeira ao Congresso Nacional. Nesta relação se inclui a agora ex-secretária de Educação de Porto Velho, Gláucia Negreiros, que concorrerá pelo MDB. Há outros nomes para a Câmara: a ex-vereadora de Porto Velho, Ada Dantas, que teve um mandato bastante combativo e que agora está no PSD e a ex-primeira dama de Jaru, Dorinha dos Santos, concorrendo pelo mesmo PSD. Está no pacote ainda à deputada federal, a primeira dama de Cacoal, Juliana Tamires, esposa do prefeito Adailton Fúria. Rosani Donadon, representante da tradicional família de políticos de Vilhena e que já foi prefeita da cidade, concorrerá igualmente a uma vaga para deputada federal, pelo PSD. Na relação de pretendentes à Câmara, o PT apresenta um nome quentíssimo: o da ex-senadora Fátima Cleide.

Para a Assembleia Legislativa, já há vários nomes postados, embora muitos outros devam ser confirmados nas relações oficiais, que os partidos entregarão à Justiça Eleitoral na próxima segunda-feira, dia 18. Entre outras candidaturas bastante viáveis, destaca-se a da primeira dama de Porto Velho, Ieda Chaves, estreante nas urnas, pelo União Brasil. Concorrem ainda as deputadas Rosária Helena, que tenta voltar ao parlamento estadual pelo União Brasil, mesmo partido de Rosângela Donadon.

Cássia da Muleta busca a reeleição pelo Podemos. Faz parte deste pacote de mulheres atuantes, que querem ou manter ou tomar uma cadeira no parlamento, a ex-deputada Glaucione Rodrigues, também ex-prefeita de Cacoal, que concorrerá pelo MDB; a ex-prefeita de São Francisco do Guaporé, Gislaine Lebrinha (que fará dobradinha com seu pai, o deputado Eurípedes Lebrão, que vai à federal) e, por fim, a vereadora de Porto Velho, Elis Regina, que disputará pelo Podemos.

O poder às mulheres!

MARCOLA, PRESO EM PORTO VELHO, ENGOLIU CHIP E BATERIA DE CELULAR E ESTÁ SOFRENDO GRAVES SEQUELAS, SEGUNDO SITE NACIONAL

O estado de saúde de um dos chefões do tráfico, recentemente transferido novamente para o Presídio Federal de Porto Velho, não está nada bom. Pelo contrário. Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, hoje caminhando para completar 55 anos, está tendo sérios problemas de saúde, a partir de uma ação dele mesmo, pouco antes da transferência para Rondônia. Ao saber que seria transferido, para não perder informações preciosas sobre ações dos seus amigos fora da cadeia, a que ele tinha acesso, Marcola teria engolido um chip de computador e uma bateria de carregador celular. Como ele tinha esses equipamentos dentro de um presídio de segurança máxima, ainda é um mistério. O maior líder do Primeiro Comando da Capital, o PCC, uma das maiores e bem organizadas facções criminosas do país, ao engolir o chip e a bateria, teria tido rompimento do esôfago e perfuração do intestino, causados por uma ponta de metal. Segundo dados publicados pelo site UOL, Marcola já teria emagrecido 15 quilos e o quadro de saúde dele é preocupante, pois o elemento tóxico, produzido pelo material engolido, vem lhe causando náuseas, dores estomacais, convulsões, irritações de pele e problemas cardíacos. Marcola teria engolido o chip e a bateria de celular pouco antes de ser transferido da Penitenciária de Presidente Venceslau e do seu traslado para Porto Velho. Condenado a mais de 300 anos de cadeia, Marcola estaria sofrendo também de outros problemas. Entre eles, distúrbios psicológicos e esgotamento físico. Um plano audacioso de fuga para tirá-lo da prisão, frustrado pela polícia, teria sido a gota d´água para a piora da saúde do comandante do PCC. Obviamente nenhuma autoridade confirma oficialmente qualquer destas informações.

PT TEM ANSELMO PARA O GOVERNO, MAS PODE MUDAR. CUJUÍ VAI AO SENADO E FÁTIMA CLEIDE Á CÂMARA FEDERAL

Se os partidos de direita e de centro estão concluindo suas nominatas, o mesmo está acontecendo com o PT de Fátima Cleide e de Ramon Cujuí, no Estado. O partido já lançou o nome do ex-deputado federal Anselmo de Jesus para disputar o governo, fortalecendo os interesses da esquerda, que forma base, também em Rondônia, de apoio à candidatura de Lula à Presidência. Os petistas, contudo, ainda não bateram o martelo numa candidatura majoritária, porque ainda estão conversando com outros dois possíveis candidatos bastante fortes: Daniel Pereira, do Solidariedade e Vinicius Miguel, do PSB. E é o próprio Cujui quem informa que, “neste momento, estão na mesa de discussão, conversas com os partidos que compõe a Frente que apoia a pré-candidatura Lula Presidente em Rondônia (Cidadania, PC do B, PSB, PSOL, PT, Rede e Solidariedade”. Dependendo do arco de federações e alianças que estão sendo conversadas, o PT pode ainda mudar de candidato ao Palácio Rio Madeira/CPA. O que está certa é a candidatura ao Senado. Ele será de Ramon Cujuí, hoje um dos nomes mais importantes do partido, em todo o Estado. Para a Câmara Federal, o partido tem alguns nomes quentes, como o da ex-senadora Fátima Cleide, que tem tido sempre votação destacada em Rondônia. O jornalista Roberto Kuppé; Alessandra Lunas, atual presidente da Fetagro; Cláudio Carvalho, ex-deputado estadual; Samuel Costa, presidente do PC do B e Nailor Gato, presidente do Sindur, entre outros nomes já postos.

PARTIDOS PODEM ENCAMINHAR RELAÇÕES À JUSTIÇA ELEITORAL ATÉ DIA 18, MAS DATA NÃO CONSTA NO CALENDÁRIO OFICIAL DA ELEIÇÃO

Falta uma semana para que todos os partidos encaminhem à Justiça Eleitoral as relações definitivas de seus candidatos, para as eleições deste ano, uma concessão especial que, aliás, não consta do calendário oficial das eleições de 2022. O troca-troca de siglas, a maior já realizada no país, desde que a democracia foi implantada, deveria te sido encaminhada pelo menos, já que terminou em 2 de abril, 24 horas depois, até pela facilidade que a internet propicia. Mas a própria legislação eleitoral dá todo este espaço para mudanças, nos 16 dias entre o prazo final de filiações e a entrega da relação final aos TREs. Vejamos o que determina a lei eleitoral para o mês de abril: No dia 1º, se encerrou o prazo para a migração partidária de deputados federais, estaduais e distritais sem perda do mandato. A janela partidária teve início em 3 de março. Já no dia 2 de abril, se encerraram os seis meses que os partidos políticos e federações partidárias têm de janela para oficializar seus estatutos no TSE. Também foi a data limite para os candidatos declararem domicílio eleitoral no local em que pretendem concorrer. Além disso, é o prazo final para o candidato estar com a filiação a um partido regularizada. Os ministros, secretários e outros políticos com intenção de disputar as eleições teria que abrir mão de seus cargos até essa data. Por fim, caso o presidente Bolsonaro, os governadores estaduais e do Distrito Federal ou prefeitos decidam concorrer nas eleições para outros cargos, eles teriam até o dia 2 de abril para renunciar aos seus mandatos”. Não há qualquer alusão ao 18 de abril. Em Rondônia, vários dias depois em que o troca-troca foi concluído e as nominatas também deveriam ter sido entrtegues, todos os partidos, sem exceção, ainda buscam nomes, troca de nomes, novos membros e tudo o mais, antes do encaminhamento ao Poder Judiciário, que controlará as eleições. As conversas e negociações políticas continuam fortes e firmes, mesmo depois do prazo teórico em que tudo deveria estar definido. Em alguns partidos, até agora, ainda há uma busca frenética para concluir a relação de mulheres, já que nem todos conseguiram, ao menos até agora, completar a cota exigida pela legislação eleitoral.

MARIANA SE DESPEDE DO PSDB DEPOIS DE 20 ANOS E CONFIRMA IDA PARA O REPUBLICANOS

Uma semana depois de assinar ficha no Republicanos, onde deve ser candidata ao Senado pelo grupo que apoia a reeleição do governador Marcos Rocha, a deputada federal Mariana Carvalho publicou longo texto nas redes sociais, se despedindo do ninho tucano, onde militou por 20 anos e anunciando seu ingresso no novo partido. Sobre sua decisão de mudança, ela escreveu: “A vida é feita de ciclos. Na política não é diferente. Desde os meus 16 anos participo e me dedico à política como missão, vocação e essência. Continuo sendo a Mariana de sempre, com os mesmos princípios, o mesmo caráter e o mesmo desejo de ajudar o meu Estado e meu País. Sou extremamente grata pela confiança de todos que me trouxeram até onde estou”. Acrescentou, mais adiante: “mudanças não são fáceis, mas muitas vezes são necessárias. O momento exige maturidade e união. Especialmente agora, que o Brasil passa por consolidações para um futuro ainda mais promissor. E assim como muitos colegas parlamentares, diante do atual momento da nossa política e das mudanças deste cenário desafiador, tomei a decisão de deixar o PSDB”. Acentuou, sobre sua troca de legenda: “Ao receber o convite do Republicanos, atendo a esse chamado e passo a fazer parte da família Republicanos. Posso dizer que me sinto muito honrada pela acolhida e recepção como nova filiada do partido. Chego com força renovada e a mesma dedicação de sempre, para esse novo ciclo na minha trajetória. Estou certa de que, no Republicanos, com o qual sempre tive afinidade, terei todas as condições para continuar contribuindo para o desenvolvimento de Rondônia e do Brasil”. No texto, Mariana não faz referência à sua candidatura ao Senado. O presidente regional do partido, deputado Alex Redano, publicou, também nas redes sociais, foto ao lado de Mariana, desejando-lhe boas-vindas.

AEROPORTO COMEÇA A TER CARA REAL DE INTERNACIONAL, COM OBRAS PREVISTAS PARA UMA ÁREA CONSTRUÍDA DE 1.700 METROS QUADRADOS

Alvíssaras, como diziam os mais antigos, para comemorar alguma coisa que demorou a acontecer! Até que enfim! Os novos responsáveis pelo aeroporto de Porto Velho, uma organização profissional e não amadora, como a forma com que o Jorge Teixeira estava sendo administrado, anunciou esta semana uma série de obras para transformá-lo, agora sim, num aeroporto internacional! Nesta segunda-feira, num encontro com jornalistas, representantes do governo rondoniense e da empresa Vinci Airports, anunciaram uma série de mudanças no aeroporto, incluindo obras que somarão mais de 1.700 metros quadrados, com a construção de um segundo piso e vários modificações, para adaptá-lo ao futuro e aos voos nacionais e internacionais. Se todos os caminhos burocráticos forem superados e as licenças concedidas, as obras devem começar no segundo semestre deste ano e concluídas em meados de 2024. O aeroporto de Porto Velho caminha para uma modernização extremamente necessária, que o colocará entre os melhores da região. A meta também, a médio prazo, é seu alfandegamento, para que, no futuro, sirva como importante meio de ligação com vários países vizinhos, mas também com os Estados Unidos e com a Europa, não só com voos comerciais como, principalmente, com aviões levando e trazendo cargas. Em relação às obras, o aeroporto deverá contar com um segundo piso de embarque e desembarque e, certamente, também com uma área onde visitantes e passageiros possam enxergar os aviões, coisa impossível atualmente, pelo bloqueio da visão do pátio de estacionamento. No encontro desta segunda, não foram divulgados os valores a serem investidos nas obras, que devem começar em julho ou agosto, se não houver nenhum problema pelo caminho.

APOIO À CENSURA: PRESIDENTE FAZ CRÍTICAS DIRETAS A TRÊS MINISTROS DA SUPREMA CORTE BRASILEIRA

A guerra contra a censura teve novos capítulos. Nesta semana, o presidente Bolsonaro voltou a criticar, nominalmente, três ministros do Supremo Tribunal Federal, acusando-os de quererem censurar as mídias sociais no Brasil. Ele citou nominalmente os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso e Edson Fachin. O trio de ministros (há outros, no STF, que pensam como eles), está à frente de uma batalha pela aprovação da PL da Censura, chamada pomposa pelo relator, o deputado comunista Orlando Silva, de "Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet". Esta tentativa de colocar a votação do projeto (que nasceu no Senado e de lá chegou aprovado para a Câmara), em regime de urgência, fracassou, já que a ampla maioria dos deputados não topou a aberração. Segundo noticiário nacional, nos bastidores, o ministro Alexandre de Moraes teria conversado com parlamentares, em apoio à aprovação da lei. O caso da participação direta de ministros tanto do STF quanto do TSE em ações políticas tem sido constante, mas algo totalmente inédito na história brasileira, desde a democratização. Pela primeira vez na história, membros da Corte Suprema descem dos seus altos postos no Judiciário, para se envolverem pessoalmente com a política do país, ao mesmo tempo em que tomam decisões que influem diretamente nas ações de um governo eleito de forma democrárica. Há um claro posicionamento de grande parte dos ministros, contra o atual governo. Se isso é constitucional ou não, parece não fazer diferença para os ministros envolvidos pessoalmente na política.

MAIS DE 106 MIL RONDONIENSES APOSENTADOS COMEÇAM A RECEBER O 13º SALÁRIO A PARTIR DO FINAL DESTE MÊS

Milhões de brasileiros e milhares de rondonienses, aposentados pelo INSS, vão contar com um dinheirinho extra entre este abril e o próximo maio. Mais de 6 bilhões de reais serão injetados na economia do país, com o pagamento, adiantado este ano, do 13ª salário para aposentados, pensionistas, às famílias que têm direito à pensão por morte; aos que recebem auxílio doença e auxílio acidente. Até os detentos que têm este direito receberão o 13º do auxílio reclusão. Os valores serão depositados em duas parcelas. A primeira delas já junto ao benefício normal de abril, entre o dia 28 deste mês e 6 de maio. A segunda, entre 25 de maio e 7 de junho. Segundo a Secretaria da Previdência Social, o Brasil tem hoje pouco mais de 22 milhões de aposentados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Atualmente, o brasileiro se aposenta, em média, aos 58 anos e de cada três aposentados, dois ganham um salário mínimo. Mais de 50 bilhões de reais são pagos mensalmente pelo INSS para milhões de brasileiros em todo país. Só em R0ndômia, se computarmos as pessoas que apresentaram prova de vida para continuarem recebendo os benefícios da previdência social, há em torno de 106 mil aposentados, o que representa um total de, aproximadamente, 6,2 por cento de todos os 1 milhão e 700 mil rondonienses. Este grupo recebe, mensalmente, um valor próximo a 230 milhões de reais ou 0,45 por cento de todo o valor pago em nível nacional aos aposentados e pensionistas. Não estão computados neste número os aposentados pelo Iperon, pelo Ipam e nem por outros institutos ou grupos de previdência privada.

PERGUNTINHA

Será que as Forças Armadas terão explicação razoável para uma compra de 35 mil comprimidos de Viagra, feita com dinheiro público?

Fonte: Por Sérgio Pires

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu