Mães idosas escolhem cuidar da saúde no projeto Viver Ativo


Mulheres relatam experiências da maternidade e atual fase da vida


Porto Velho, RO - O projeto Viver Ativo, promovido gratuitamente pela Prefeitura de Porto Velho, possui um diferencial entre todas as outras ações da Secretaria de Esporte e Lazer (Semes). A presença de jovens senhoras é algo marcante dentro das aulas do projeto que ocorre em diversos pontos da cidade. A disponibilidade de tempo é um dos fatores que atrai esse grupo.


Maria Helena Aquino criou os filhos sozinha e hoje dedica tempo para a saúde

Muitas são aquelas que passaram toda a sua vida entre os afazeres domésticos, trabalhos e criação dos filhos, agora já crescidos, contam com mais tempo para realizar novas atividades como exercícios físicos, cuidados com a saúde, além de construir novas amizades.

A servidora pública Maria Helena Aquino de Melo, 66 anos, moradora do bairro Igarapé, criou sozinha seus três filhos, que hoje já são casados e moram bem longe da sua casa. “Tenho dedicado parte dos meus dias para me cuidar. Comecei a caminhar e foi através de uma vizinha que cheguei este ano aqui no Viver Ativo”, destacou ela, acrescentando que valeu a pena os sacrifícios que fez para criar filhos.

Outra frequentadora do Viver Ativo é dona Antônia Souza de Aguiar, com 78 anos, que teve sete filhos. Ela disse que foi diagnosticada, há três anos, com mal de Parkinson e tem pressão alta e por recomendação médica participa das atividades do projeto regularmente, faltando às aulas apenas quando precisa retornar para suas consultas médicas. “Além da medicação que faço uso, o médico me orientou a praticar atividades físicas”, relatou.


Maria de Fátima participa do projeto há três anos

Sobre seus filhos, dona Antônia lembrou da sua luta como costureira, cozinheira de restaurantes e do seu trabalho na roça para alimentar e colocar seus filhos para estudar. “As dificuldades eram grandes naquela época e por isso fiz a opção de só trabalhar. Hoje faço tudo que não podia fazer quando meus filhos eram pequenos. Levo uma vida mais tranquila, adoro me arrumar, andar maquiada e com as unhas pintadas”, destacou, acrescentando que em 2018 foi eleita Miss Terceira Idade.

Há três anos participando das atividades físicas do Viver Ativo, a aposentada Maria de Fátima da Silva, 67 anos, mãe de dois filhos, também casados, disse que depois da luta para criá-los, ela e seu marido, Arthur Lopes, 77 anos, também frequentador do projeto, passaram a ter mais tempo juntos como no princípio do casamento que já dura 48 anos. “Recomeçamos nossa vida, agora chegou a nossa vez de sair, praticar esportes, dançar e ir em festas”.

A titular da Semes, Ivonete Gomes, parabeniza as mães da terceira idade e destaca a importância da participação delas no projeto Viver Ativo, que foi implantado com muito carinho para atender os idosos. “A nossa proposta é melhorar a qualidade de vida dos idosos com atividades físicas regulares e orientadas”.

Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu