Provável rasteira do MDB em Simone Tebet pode fazer senador de Rondônia “pagar pela língua”


De acordo com o site “O Antagonista”, que cobre os bastidores da política em todo o Brasil, os emedebistas rondonienses podem acabar junto a Jair Bolsonaro, do PL

Porto Velho, RO – O site “O Antagonista”, que cobre os bastidores da política em todo o Brasil, veiculou matéria intitulada:éria intitulada:

“A missão inútil de Simone Tebet”.

Na veiculação, o jornalístico aponta uma provável “rasteira” do MDB nas pretensões eletivas de Simones Tebet, senadora do Mato Grosso do Sul, que, até então, consagra-se como um dos grandes nomes envoltos à famigerada terceira via.

Diogo Mainardi apontou:

“O MDB vai passar uma rasteira em Simone Tebet. Em 13 estados, os caciques emedebistas barganham palanques com Lula ou Jair Bolsonaro”.

Em seguida, transcreve trecho de matéria publicada pela versão online de “O Globo”.

A passagem versa:

“Reservadamente, lideranças partidárias dizem que o desempenho tímido de Tebet nas pesquisas, sem passar de 2% até aqui, faz com que parte dos pré-candidatos a cargos majoritários e ao Legislativo busquem se associar aos nomes mais competitivos por ora no cenário nacional”, diz.

Mainardi conclui apontando que Lula pode contar com os diretórios de Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Bahia, Sergipe e Piauí.

E indica: “Jair Bolsonaro tem Santa Catarina, Rio de Janeiro, Goiás, Distrito Federal, Rondônia e Roraima, com Romero Jucá”.

Ele conclui:

“A missão de Simone Tebet é impossível. Considerando seu partido, é também inútil”, finalizou.

O panorama delineado pelo “O Antagonista”, se concretizado, fará com que o senador de Rondônia Confúcio Moura “queime a língua”. O congressista chegou a dizer que o Brasil precisa de um novo presidente, conferindo apoio ao nome da colega Simone em sua pré-candidatura ao Planalto.

RELEMBRE
Em vídeo, senador de Rondônia diz: “O Brasil precisa de um novo presidente”; assista na integra

Se o MDB escolher rumar com Bolsonaro em terras rondonienses Confúcio, histórico membro da legenda em termos locais, terá de “recolher os flaps”, e, das duas, uma: ou deixa a sigla, ou segue a deliberação e caminhar com Messias à reeleição.

Fonte: Por Rondoniadinamica

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu