Torpedeado pelo próprio partido, Doria desiste de sua candidatura ao Planalto


O ex-governador João Doria anunciou sua desistência durante pronunciamento a jornalistas.

Porto Velho, RO - O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) decidiu se retirar da disputa pela presidência da República, em razão da posição da cúpula do seu partido contrária à decisão das prévias de novembros, que o escolheram.

“Me retiro da disputa com o coração ferido, mas em paz”, disse ele, durante um discurso em que historiou sua participação na política e agradeceu a dedicação de sua equipe e dos apoiadores.

A decisão pela desistência já estava tomada e Doria apenas escolheu torná-la pública após breve reunião com a cúpula do PSDB, antecipada do período da tarde para as 11h30 desta segunda-feira (23).

Com a bandeira brasileira como cenário, João Doria se fez acompanhar da mulher, Bia, e do presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, um dos instrumentos utilizados pelos adversários internos para torpedear a pré-candidatura do próprio partido.

Também estavam ao lado de Doria seu irmão Raul, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, e o ex-deputado Antonio Imbassahy.

Fonte: DP Redação

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu