Vida conjugal - 3 crenças que vão prejudicar seu casamento


Conscientes ou não, algumas crenças em relação ao casamento podem ser extremamente prejudiciais no dia a dia da vida conjugal.| Foto: Nathan Dumlao/Unsplash

Porto Velho, RO
- Tem coisas que são quase impossíveis de alguém conseguir tirar da nossa cabeça, não é? Se você pensar um pouquinho, provavelmente lembrará que tem pelo menos uma dessas coisas, as quais chamamos de crenças limitantes. Essas crenças, às vezes, podem estar “espalhadas” em várias áreas da nossa vida.

Quem não tem nenhuma crença limitante relacionada à alimentação, por exemplo, que atire a primeira pedra. “Não pode comer tal coisa junto com tal coisa porque faz mal”. E aí, pode até um especialista provar com estudos e mais estudos que aquilo não é verdade que, mesmo assim, você jamais vai comer, não é?

Você deve concordar que, definitivamente, as tais crenças limitantes nos impedem de sermos verdadeiramente livres. E no campo dos relacionamentos, como no casamento, por exemplo, o estrago pode ser ainda maior. Isso porque, nesse caso, as suas convicções e teimosias envolve os sentimentos e a vida de outra pessoa. Conscientes ou não, tais crenças podem ser extremamente prejudiciais para a vida conjugal.

E, por isso, o site norte-americano All Pro Dad publicou uma lista com as três piores crenças que você poderia ter em relação ao casamento. Confira e, claro, se tiver alguma delas, faça o que for possível para mudar.

“Ele ou ela já sabe que eu o amo”

Muitos de nós estamos propensos a deixar nossas ações falarem mais do que nossas palavras. Dividimos as tarefas da casa, trabalhamos duro para poder pagar as contas da família e assim por diante. E tudo isso é muito importante! As ações são, na verdade, fundamentais. Mas isso não pode nos fazer pensar que as palavras são desnecessárias, como se as ações falassem por si mesmas. Em um casamento, esposo e esposa também precisam ouvir um do outro o quanto são amados. Portanto, não deixe seu casamento ser prejudicado por causa da sua dificuldade em dizer “eu te amo”.

“O que ele ou ela não sabe não vai machucá-lo”

Vamos falar a verdade. Todos nós já fomos tentados a guardar algum segredo de nosso esposo ou esposa. Principalmente quando o tal segredo parecia inofensivo. “Ah, foi algo tão pequeno, melhor nem contar porque ele ou ela não vai entender”. Mas saiba: segredos, por sua própria natureza, criam distância em um casamento. Isso porque guardá-los te obriga a fechar certas partes do seu coração justamente para aquela pessoa com quem você se comprometeu a compartilhar sua vida.

Por mais difícil que pareça, acredite: você raramente se arrependerá de sempre ser honesto com seu cônjuge. No entanto, sempre vai se arrepender de guardar segredos.

“Estaríamos bem se ele ou ela apenas...”

É praticamente parte do ser humano pensar que nós estamos certos e os outros, errados. Todos nós fazemos isso. Logo, é comum que também no casamento assumamos que a culpa é sempre do outro. “É ele ou ela que precisa mudar”, “se ele ou ela fizesse tal coisa ou se comportasse de tal modo as coisas estariam melhores” e por aí vai.

Temos uma notícia para lhe dar: você está errado na maioria das vezes. Isso não significa que o seu esposo ou a sua esposa estejam sempre certos. Eles também podem estar errados. Mas acontece que, mesmo quando estamos certos a respeito de alguma situação, provavelmente erramos em algo no meio do caminho, como na maneira de falar, por exemplo. Uma das virtudes mais fundamentais no casamento é a humildade. E uma das formas de vivê-la é aprendendo a reconhecer nossos erros.

Fonte: Por equipe Sempre Família

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu