ALÍVIO Peste suína africana tem primeira vacina desenvolvida no mundo



Porto Velho, RO - O Vietnã anunciou neste mês que desenvolveu a primeira vacina do mundo contra a peste suína africana (PSA). O imunizante teria sido criado em parceria com pesquisadores dos Estados Unidos, e deverá estar disponível inicialmente apenas no mercado vietnamita.

O objetivo é também produzir a vacina para mercados onde a doença tem causado grandes transtornos, como em países da Ásia. De acordo com agências de notícias internacionais, a vacina fornece imunidade aos suínos por seis meses.
Excesso de oferta e preços baixos dos suínos aumentam crise no setor, diz entidade

A doença é mortal para os suínos e tem devastado criações em diversos pontos do planeta. Trata-se de uma infecção viral grave que vem sendo observada desde o começo do século passado em áreas da África. No século 21, ela se disseminou pela Eurásia, alcançando a Europa em 2014 e a China, em 2018. No país asiático, a PSA praticamente dizimou o rebanho de suínos. Em 2021, após o primeiro foco já registrado nas Américas – mais precisamente, na República Dominicana -, todo o continente entrou em alerta e reforçou procedimentos de biossegurança.

A peste suína africana afeta porcos selvagens e domésticos e, geralmente, é fatal para os animais, mas inofensiva para os seres humanos. Além disso, o consumo da carne possivelmente contaminada tampouco apresenta riscos à saúde humana.

Nos últimos dois anos, foram notificados em todo o planeta mais de 1 milhão de casos de peste suína africana, de acordo com a Organização Mundial de Saúde Animal.

Fonte: Canal Rural

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu