POLÊMICA Fertilizantes: Aprosoja-MT quer investigação sobre possibilidade de formação de cartel

 


Porto Velho, RO - O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Fernando Cadore, fez um apelo nesta terça-feira (31) para que o governo e a Câmara dos Deputados investiguem a possibilidade de formação de cartel por empresas que comercializam fertilizantes.

Ele diz que, enquanto essas empresas tiveram aumento no lucro líquido, os produtores estariam sofrendo com margens apertadas de rentabilidade, por conta da elevação dos custos desses insumos, que tiveram aumento de preço de 350% nos últimos 12 meses.Fertilizantes têm alta expressiva diante de variação cambial e especulação provocada por conflito

“Essa alta de 350% no custo dos fertilizantes traz um impacto gigantesco no custo de produção. À medida que o agricultor é um tomador de custo, não sabe quanto vai vender sua mercadoria, tem um impacto direto na viabilidade das lavouras, corre o risco de não ser viável para o produtor para o próximo ano e principalmente para o consumidor final. 

Na outra ponta, a gente vê um margeamento estratosférico por parte das empresas que comercializam, tiveram empresas que aumentaram seus lucros líquidos em mais de 600% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o primeiro trimestre do ano passado. 

Então nós precisamos do apoio governamental para investigar se não há formação de cartel, se não há excesso de margeamento num ano que o mundo precisa se ajudar. É inadmissível que o produtor rural pague a conta, que o cidadão brasileiro pague essa conta”, disse Cadore.

Fonte: Canal Rural

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu