SERÁ QUE A BATALHA DE ACIR GURGACZ E TODOS OS QUE QUEREM A BR 319 ASFALTADA VAI ACABAR SENDO PERDIDA?


Enfim, Acir Gurgacz e tantos como ele terão muito a lutar ainda


Porto Velho, RO - Se há um personagem que mereceria ver a BR 319 pronta, asfaltada e ligando Porto Velho a Manaus, certamente seria o senador Acir Gurgacz. Há longos anos e, durante todo o seu mandato no ­Senado Federal, Gurgacz personificou as figuras de todos os que tanto batalharam para que a 319 seja reasfaltada e torne a ligar, por terra, os manauaras à Capital rondoniense e ao resto do Brasil. Embora lamente que até agora a obra não tenha andado como deveria, Acir Gurgacz diz que não perdeu a esperança. “É lamentável que ainda falte autorizações do Ibama para uma obra de reasfaltamento, mas não podemos desistir. Temos que continuar lutando para que a rodovia seja concluída”, diz ele. É claro que todo o empenho do político e empresário, está sendo usado apenas como um exemplo de todos os que batalham pela 319. Porque, nesta região dominada pelas ONGs internacionais e onde parte do Ministério Público Federal e do Judiciário, junto com o Ibama, lutam com todo o seu poder, para que a obra nunca fique pronta, estamos nas mãos de meia dúzia, decidindo sobre a vida de pelo menos 20 milhões de amazônidas. A chama reacendeu quando o presidente Jair Bolsonaro e seu então ministro da Infraestrutura, o agora candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas, anunciaram que iriam tocar a obra. Aliás, 50 quilômetros próximos a Manaus já está em andamento. Mas, claro, isso é uma Vitória de Pirro. Não serve para nada. Não resolve nada. O trecho do meio, de cerca de 400 quilômetros, é ele que importa. E é nele que todo o esforço dos que se dedicam a atender os grandes interesses internacionais na Amazônia, não aceitam que se toque a mão para reasfaltar.

O que está acontecendo há pelo menos um quarto de século com a BR 319 é muito sintomático. É uma situação que sintetiza o que acontece na Amazônia e resume quem tem o poder de decidir sobre ela e sobre os milhões que nela vivem. Aqui, a minoria decidiu que os índios devem viver sob seu tacão, em tribos que vivem na miséria, muitas vezes sentadas sob imensas riquezas no subsolo e onde só alguns poucos caciques, devidamente doutrinados e ricos, seguem a cartilha da domínio absoluto sobre a vida da imensa maioria. Aqui, uma minoria de autoridades, quase todas sentadas em gabinetes refrigerados, que desconhecem o sofrimento do povo da região e vive a repetir bordões ambientais, quem escolhe o tipo de vida a que devemos nos submeter. São os mesmos que, usando todos os aspectos de legislações que raramente atendem os grandes interesses nacionais, querem que a Amazônia volte a ser apenas mato e que todos os que aqui vivem, que caiam fora, para atender suas ideologias e crenças, não importando a que custo para as pessoas. Enfim, Acir Gurgacz e tantos como ele terão muito a lutar ainda. Nós, brasileiros e amazônidas, temos muitos adversários a enfrentar, para podermos sobreviver com decência, na terra que nascemos ou que escolhemos para viver. Tomara que consigamos, embora as esperanças sejam cada vez menores!

MAIS UMA GRANDE POLÊMICA VEM POR AÍ. AGORA, FOI A VEZ DO EX-SENADOR MAGNO MALTA ATACAR DURAMENTE MINISTROS DO STF

Mais um daqueles grandes rolos podem estourar, depois que o ex-senador Magno Malta, aliado de primeira hora do presidente Bolsonaro (não conseguiu a reeleição em 2018 e é candidato novamente, em outubro) atacou duramente não só um, mas pelo menos quatro dos atuais ministros do STF. Num encontro do Instituto Conservador Liberal, em Campinas, ele disse que o ministro Alexandre de Moraes é um oportunista, porque fez um discurso para o Senado, quando candidato ao STF e depois, no cargo, fez tudo diferente do que defendeu. Malta mostrou um vídeo com declarações de Moraes antes de ser ministro e afirmou que ele, o ministro, era um exemplo pessoal de Fake News. Chamou o ministro Edson Fachin de mentiroso; acusou o ministro Barroso de ser agressor de mulheres e criticou duramente o fato de Barroso ter sido defensor do “assassino Cesare Battisti!”. Pediu ainda que a ministra Rosa Weber gravasse um vídeo afirmando que ele, Malta, estava mentindo sobre ela. “A ministra disse que o atvismo judicial era inaceitável. Que quem o praticasse, deveria largar a toga e disputar eleição. Ela vai negar que disse isso?” desafiou Malta. Durante seu discurso, sempre em tom agressivo e cheio de ataques aos ministros, Malta (que recentemente este em Rondônia, num encontro do PL), ficou ao lado do deputado Daniel Silveira, aquele mesmo, a quem convidou para subir ao palco, para ser aplaudido de pé pelos presentes. Vem mais rolos dos grandes por aí?

ECONOMIA EM EXPANSÃO: EXPORTAÇÕES SALTAM EM 45 POR CENTO E 30 NOVAS EMPRESAS VÃO INVESTIR 4 BI EM RONDÔNIA

Em meio a crises internacionais e em diferentes regiões do país, Rondônia aparece como uma espécie de ilha de crescimento econômico. Prova disso é o salto de mais de 45 por cento nas exportações do Estado, comparando-se com o mesmo primeiro quadrimestre do ano passado. Quanto vendemos e o que mais vencemos para o exterior? As exportações do nosso Estado atingiram, entre janeiro e o final de abril passado, nada menos do que 903 milhões e 300 mil dólares, de acordo com o sistema para Consultas e Extração de dados do comércio exterior brasileiro (Comex Stat) do Governo Federal. Os produtos mais exportados nos quadrimestres de 2021 e 2022 são carnes bovinas, em primeiríssimo lugar e, logo depois a soja. . Neste ano, os cinco países que mais importaram nossos produtos foram Espanha, China, Turquia, Países Baixos e Estado Unidos. Já em em 2021 foram Espanha, Países Baixos, Turquia, China e Hong Kong. Esse destaque tem influência das ações do Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico – Sedec, com programas de incentivos tributários, Conselho de Desenvolvimento do Estado (Conder) e “Invest Rondônia”, em parceria com entidades e secretarias do Estado. Uma série de ações governamentais ajudam neste trabalho de expansão nas nossas exportações, desde incentivo a nossa participação em feiras internacionais até o acompanhamento de empreendimentos já instalados nos 52 municípios do Estado, realizando a conexão entre a cadeia produtiva, câmaras de comércios e embaixadas. Até o momento, a coordenadoria que cuida dos negócios internacionais tem 30 empresas em acompanhamento, que somam mais de 13 mil novos empregos e mais de 4 bilhões de reais de futuros investimentos para o Estado.

AUXÍLIO BRASIL BENEFICIA 140 MIL PORTO VELHENSES COM 14 MILHÕES DE REAIS MENSAIS INVESTIDOS PELA UNIÃO

Numa cidade que se aproxima dos 600 mil habitantes, perto de 23 por cento dos seus moradores, ou algo em torno de 140 mil pessoas, calculando-se uma média de quatro pessoas por famílias, dependem do Auxílio Brasil para ter uma vida menos indigna. São 35 mil famílias beneficiadas, com 400 reais mensais cada uma, com um investimento social aproximado, apenas na Capital, de 14 milhões de reais/mês, caso o valor seja dividido pela família. O benefício criado pelo atual governo federal, ampliou o valor médio de 200 reais, duplicando e dando um pouco de alívio para famílias de baixa renda, entre as que têm renda mensal entre 105 e 210 reais. Quando esteve na Capital, na sexta-feira, ao lado do prefeito Hildon Chaves e várias outras autoridades, o ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, reforçou a importância do que o governo chama de “programa permanente de transferência de renda”. Hoje, no país inteiro, recebem o Auxílio Brasil nada menos do que 18 milhões e 500 mil famílias, ou algo em torno de 74 milhões de brasileiros em média, o que representa um total de 35 por cento de toda a população de 212 milhões de pessoas têm acesso a esse dinheiro. O Auxílio Brasil foi transformado em um apoio permanente aos mais pobres, através de decreto do presidente Bolsonaro, já aprovado no Congresso.

IEDA CHAVES DEFENDE MAIS MULHERES NA POLÍTICA E PARTICIPAÇÃO ATIVA DELAS NO EMPREENDEDORISMO SOCIAL

A política brasileira e a rondoniense precisam de mais mulheres. O fato de a Assembleia Legislativa ter apenas duas deputadas, num Estado em que em várias cidades elas já são maioria, é exemplo claro do quanto ainda estamos distantes sobre a importância da participação feminina na vida pública e nas eleições. Este o resumo do pensamento da primeira dama Ieda Chaves, que disputa uma vaga ao parlamento estadual em outubro, durante um encontro da ala feminina do União Brasil, em Ouro Preto do Oeste. O evento, que teve também a presença da candidata à deputada federal Rosária Helena, que é vereadora naquela cidade. Na avaliação de Ieda Chaves, “com uma maior presença feminina nos espaços de poder, quem sai ganhando é a população, tendo em vista que as decisões tendem a ter resultados mais assertivos. Com o equilíbrio entre o olhar masculino e o olhar feminino, as possibilidades de acertos são muito maiores porque ambos se completam na família e no trabalho”, argumentou. Ieda destacou ainda que, seja qual for à área de atuação da mulher, é recomendável focar no empreendedorismo, principalmente o social, que visa a melhoraria da qualidade de vida da população, principalmente a mais carente. Esse tema, inclusive, foi debatido durante o Encontro de Ouro Preto, na palestra “Mulheres Empreendedoras”.

A NOVA HABILITAÇÃO, QUE JÁ ESTÁ SENDO ENTREGUE, NÃO TERÁ NENHUM CUSTO ADICIONAL AO CONTRIBUINTE

Custo zero. Ao contrário do que publicou este Blog, a nova carteira de Habilitação, já liberada em Rondônia, não vai trazer custo algum para quem for fazer a troca, a não ser, é claro, os mesmos pagamentos de impostos, taxas e emolumentos que já faziam parte dos custos. A assessoria do Detran rondoniense pediu a correção, distorcida em comentário feito neste espaço. As críticas contra o exagero de cobranças para documentos, regularização de veículos, preços exorbitantes de placas e tudo o mais ficam mantidos, mas, obviamente, que não se pode manter um comentário que não condiz com a verdade. A nova Carteira de Habilitação (CNH) está sendo entregue desde o início deste mês. Em novo formato, o documento é considerado muito mais moderno e terá várias novas informações, inclusive detalhando itens de segurança adotados, incluindo uma tabela para identificar os tipos de veículos que o condutor está apto a dirigir, assim como um QR Code e outros itens que vão dificultar em muito a falsificação. Sobre a informação errada sobre o aumento no custo do documento, a coluna se desculpa com seus leitores e agradece à assessoria do Detran pela correção.

JUSTIÇA APARELHADA? EX-PRESIDENTE DA BOLÍVIA É CONDENADA. NÃO SE FALA MAIS NA CORRUPÇÃO DE EVO MORALES

Há quem diga que a Justiça boliviana está tão aparelhada quanto a venezuelana. E os que analisam a situação, dizem que há provas concretas disso. O caso em questão envolve a decisão que condenou a ex-presidente interina Jeanine Añez a dez anos de prisão, por golpe de Estado contra a Constituição. Ela era presidente do Senado e foi convocada a assumir a Presidência, quando Evo Morales foi deposto. Na eleição seguinte, a esquerda ganhou novamente a Presidência, assumindo Luis Arce, um sindicalista aliado ao Presidente deposto, que imediatamente voltou ao país, protegido pelo novo governo. A partir daí, Jeanine e outros assessores começaram a ser perseguidos e presos, por sucessivas decisões judiciais que, segundo ela, sempre ignoraram sua defesa. A agora presidente deposta e pelo menos dois dos seus principais assessores, além das penas de prisão, terão que pagar multas equivalentes a mais de mais de 400 mil reais. Ou seja, as graves denúncias de corrupção contra Morales sumiram, mas seus adversários estão sendo duramente punidos. Alguém aí já teria visto enredo semelhante, perto da Bolívia?

GOVERNADOR E PREFEITO VISITAM OBRAS E CONJUNTO HABITACIONAL DE 299 CASAS NA CAPITAL

A manhã da segunda-feira foi de corrida às obras. O governador Marcos Rocha e o prefeito Hildon Chaves andaram por Porto Velho, vendo de perto onde estão sendo investidos os recursos que Governo e Prefeitura andam fazendo em parceria. A primeira visita foi realizada no Conjunto Habitacional Pró-Moradia Leste, no bairro Socialista, em que as obras foram retomadas no mês de março deste ano. No local, são 269 casas, cada uma com dois quartos, banheiro, cozinha e sala integrada. Os dois Rocha conferiram, depois, a retomada das obras da avenida Rio de Janeiro, que foram reiniciadas na última semana. Na Estrada dos Periquitos, foram conferidas as obras de revitalização, iniciadas em fevereiro. A via é um importante acesso aos bairros Ulisses Guimarães e Marcos Freire, na zona Leste. O projeto urbanístico contempla quase dois quilômetros e meio de pavimentação, alargamento, calçadas, pista de caminhada e espaço para prática de exercícios ao ar livre. A construção de uma praça na zona sul, no bairro Cohab e as obras de drenagem no bairro Igarapé, também estiveram no roteiro. O prefeito Hildon Chaves lembrou que há pelo menos 30 obras em andamento na Capital, sendo realizadas ao mesmo tempo. Os investimentos do Estado em Porto Velho vão superar os 200 milhões de reais.

PERGUNTINHA

Na sua opinião, a primeira grande pesquisa sobre as eleições para o Governo em Rondônia vai colocar Marcos Rocha, Marcos Rogério, Léo Moraes ou Vinicius Miguel, nos números que poderão ser divulgados nos próximos dias?

Fonte: Por Sérgio Pires

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu