SISTEMA CAMPO LIMPO Paraná destina 108 mil t de embalagens vazias de agrotóxicos por ano


Unidade de recebimento de embalagens de defensivos. Foto: Divulgação inpEV

Porto Velho, RO - O Paraná recolhe, aproximadamente, 99% das embalagens vazias de defensivos agrícolas utilizadas no
estado. De acordo com o engenheiro agrônomo do Instituto Água e Terra (IAT), Rui Leão Mueller, tal índice representa 108 mil toneladas do produto, o que corresponde a cerca de 13 a 14 milhões de unidades por ano.

“Imagine se não tivéssemos esse sistema [Campo Limpo, do inpEV], onde estariam essas embalagens? Antes, elas iam para reciclagem clandestina, queimava-se a céu aberto ou enterravam, o que era a nossa recomendação, mas hoje é proibido. Tínhamos diversas situações que hoje estão praticamente resolvidas em função desse recolhimento que existe no sistema integrado entre o estado, as indústrias fabricantes e os revendedores”.

Sistema eletrônico de logística reversa de embalagens de defensivos do RJ é pioneiro no país

12 municípios paranaenses têm postos de recebimento de embalagens:

– Cambé
– Campo Mourão
– Cascavel
– Contenda
– Cornélio Procópio
– Francisco Beltrão
– Guarapuava
– Maringá
– Palotina
– Ponta Grossa
– Santa Terezina do Itaipú
– Umuarama

O Sistema Campo Limpo conta com mais de 400 unidades de recebimento, localizadas em 26 Estados e no Distrito Federal e geridas por associações. No site da iniciativa é possível visualizar a quantidade de embalagens vazias de defensivos retiradas do meio ambiente de 2002 até o momento. Até o fechamento desse texto, o número se aproximava das 670 mil toneladas.

Fonte: Por Canal Rural 

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu