URSAL e o “fantasma” do comunismo



Porto Velho, RO - Assim a Foice de SP começou sua "reportagem" sobre os memes que dispararam nas redes sociais esta segunda por conta da vitória do comunista Petro na Colômbia: "Talvez um dos maiores memes das eleições de 2018, a URSAL (União das Repúblicas Socialistas da América Latina) voltou às redes sociais após a vitória de Gustavo Petro nas eleições colombianas neste domingo (19) e a consequente reação do presidente Jair Bolsonaro (PL), seus filhos e apoiadores".

O subtítulo da matéria diz: "Esquerda tira sarro do 'fantasma do comunismo'; bolsonaristas o levam a sério". Em seguida, o jornal esquerdista mostra diversas publicações de esquerdistas "ironizando" a ameaça comunista, com um ursinho carinhoso no lugar da temível foice com o martelo. Há, de fato, razão para temer o avanço comunista na região?

A resposta deveria ser bastante óbvia: basta olhar para a Venezuela! O país, sob a ditadura chavista, é o melhor exemplo do sucesso, pela ótica do Foro de SP, do "socialismo do século XXI". É impressionante ainda ter gente - até "jornalista" - brincando com o risco real dessa ideologia nefasta! É como se Cuba sequer existisse!

Reinaldo Azevedo, que ninguém mais reconhece como o autor de O País dos Petralhas, tentou ridicularizar o temor, mas acabou listando justamente países que estão no ou caminham para o inferno socialista: "Os Paranoicos de um Brasil paralelo já começam a fantasiar: Maduro na Venezuela; Alberto Fernández na Argentina; Arce na Bolívia; Boric no Chile; Gustavo Petro na Colômbia, Obrador no México... Quem sabe Lula no Brasil! A Internacional Comunista tomando conta da América Latina!"


Então, pelo visto, o destino venezuelano não é um que deveria assustar? A Argentina está avançando a passos largos na mesma direção, e já é possível sentir o elevado custo disso em perdas de liberdades e também numa inflação de 70% ao ano! Mas vamos fazer piadinha com o "fantasma do comunismo", claro, pois essa é a tática usada... por comunistas!

O segredo do Diabo é andar sem chifres pelo mundo, alertou Schopenhauer. O truque dos comunas consiste em rir de quem fala em ameaça comunista, como se fossem "comedores de criancinhas" - e basta uma pesquisada básica nos casos da China ou Coreia do Norte para saber que, de fato, são.

Mas, no caso da América Latina, sequer dá para fingir que os chifres não estão lá, na cabeça do Belzebu, pois o caso venezuelano é muito recente! E, não custa lembrar, além de Dilma ter confessado que o objetivo é mesmo o socialismo, Dirceu já disse que pretende "estender a mão" para os "irmãos" cubanos, o que configura clara ameaça comunista:

Lula mesmo tem radicalizado seu discurso, gabando-se até de ter pedido ao "Fernando" para soltar os "meninos" que sequestraram Abílio Diniz. Todos eles falam em "integração regional" com os "irmãos", ou seja, a extrema esquerda defensora do comunismo, das narcoguerrilhas, de terroristas e sequestradores. Mas vamos fazer piadinha nas redes sociais com os "paranóicos", claro, pois assim podemos virar a próxima Venezuela em paz, na maior alegria...

A ameaça comunista é bastante real. URSAL é uma sigla inventada, mas o nome é o de menos: os comunistas latino-americanos estão unidos num projeto de poder absoluto, numa ideologia totalitária coletivista que, por onde finca suas patas, deixa um rastro de miséria e opressão. E Bolsonaro é a única barreira hoje a este projeto nefasto no continente.

Fonte: Rodrigo Constantino

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu