Bancada contra PEC lembra ‘Justo Veríssimo’



Porto Velho, RO - As manchetes celebraram “vitória da oposição” na decisão do deputado Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara, de adiar para terça (12) a votação da PEC dos benefícios sociais. 

Os que vociferam contra a proposta mal percebem terem assumido as feições do “deputado Justo Veríssimo”, personagem de Chico Anysio que tinha “horror a pobres”, maiores afetados pelo adiamento. 

Afinal, serão mais de 20 milhões de famílias recebendo Auxílio Brasil de R$600, o triplo do Bolsa Família.

Quorum elevado

Arthur Lira adiou a votação da PEC por considerar que os 427 deputados presentes não lhe davam segurança de aprovação. Mas era quorum alto.

Pobre na mão

Caso tivesse sido aprovado na última quinta (7), o aumento do Auxílio Brasil de R$400 para R$600, por exemplo, poderia ser pago este mês.

Quase unanimidade

Como no Senado, que aprovou a PEC por 73x1, também na Câmara a aprovação de acachapante, incluindo os votos dos “Justos Veríssimos”.

Fonte: Por Cláudio Humberto

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu