Youtube nega remoção de vídeo do encontro entre Bolsonaro e embaixadores


O Youtube afirmou que não foram encontradas violações no vídeo do encontro entre o presidente Jair Bolsonaro com embaixadores. | Foto: Reprodução/TV Brasil

Porto Velho, RO - O Youtube afirmou nesta quinta-feira (21) que não foram encontradas violações no vídeo da reunião entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) com embaixadores e, por isso, decidiu manter a gravação no ar. Durante o evento realizado na segunda-feira (18), o presidente da República questionou a segurança do sistema eleitoral brasileiro. Segundo o Youtube, a liberdade de expressão é um valor fundamental para a empresa.

“Após revisão, não foram encontradas violações às políticas de comunidade do YouTube no vídeo em questão, postado em 18 de julho no canal Jair Bolsonaro. Nossas equipes trabalham arduamente para garantir que tenhamos um equilíbrio entre liberdade de expressão, valor fundamental do YouTube, e a segurança das pessoas que diariamente buscam por informação na plataforma”, informou a empresa em nota.

Na terça-feira (19) o PT ajuizou uma representação eleitoral contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a exclusão dos vídeos que circulam nas redes sociais do encontro promovido pelo governo. Em abril deste ano o Youtube removeu da plataforma um vídeo do canal do presidente Jair Bolsonaro (PL) que citava uma suspeita de fraude nas eleições de 2018. Na ocasião, a empresa alegou que o conteúdo violava as diretrizes da rede social. O vídeo havia sido postado em agosto de 2021. No vídeo, o presidente dizia que suspeitava da ação de um hacker para desviar votos do pleito presidencial de 2018, mas que não tinha provas

Fonte: Por Gazeta do Povo

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu