Chega a 43 número de municípios no Amazonas em estado de alerta por causa da cheia



Porto Velho, RO - A Defesa Civil do Amazonas lançou relatório na segunda-feira (25) que informa que já chegam a 43 municípios do estado que estão em situação de alerta devido à cheia. De acordo com o órgão, são em torno de 100 mil pessoas afetadas desde janeiro, totalizando mais de 24 mil famílias.

“O primeiro estado é o de atenção, quando enviamos um informativo aos municípios para que mantenham os dados atualizados e já articulem com as secretarias um plano de ação para poder atuar, caso haja o desastre.

Na situação de alerta já é possível que alguns municípios estejam sofrendo com inundações em algumas áreas e a possibilidade de uma enchente se configurar é maior”, explica o chefe do Centro de Monitoramento e Alerta (Cemoa) da Defesa Civil do Amazonas, Charlis Barroso.

Segundo dados, a média já marca 28,56 metros, lembrando que no ano passado, a cheia histórica marcou 30,04 metros.

No Rio Negro, que banha Manaus, a previsão é que chegue a 29,04 metros.

“Desde o final do ano passado nós já tínhamos um prognóstico de que poderíamos ter uma enchente, e 43 municípios em alerta é um número bem expressivo. Caso se mantenha esse nível e a alta dos rios nas cabeceiras, pode ser que esses 43 municípios declarem situação de emergência e se unam aos outros seis que já estão nesse estado, totalizando 49”, informa o chefe do Cemoa. Guarajá, Ipixuna, Itamarati, Eirunepé, Itamarati e Parintins já decretaram situação de emergência.

Em Parintins, a situação se agravou após a chuva que durou 15h e inundou varias ruas do local. Casa foram invadidas, parte da orla foi destruída. Um total de 1,3 mil pessoas foram afetadas.

Fonte: Portal CM7

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu