Comitê da Petrobras aprova indicação de José Ferreira Coelho para presidir a empresa


O Comitê de Pessoas da Petrobras recomendou a aprovação do nome de José Ferreira Coelho para presidir a estatal.| Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Porto Velho, RO
- O Comitê de Pessoas da Petrobras recomendou a aprovação do nome de José Ferreira Coelho para presidir a estatal. Em ata de reunião realizada na segunda-feira (11), o comitê afirmou que Coelho preenche os requisitos necessários para ocupar o cargo de presidente da empresa, além de compor o quadro de membro do conselho de administração da estatal. 

A assembleia de acionistas que irá endossar a escolha acontece na quarta-feira (13). “Caso o indicado seja eleito na AGO de 13/04/2022, sua indicação ao cargo de Presidente da Companhia está apta para ser apreciada pelo Conselho de Administração, com recomendação de aprovação”, diz o documento. Coelho foi indicado ao cargo na última semana pelo Ministério de Minas e Energia após Adriano Pires desistir de presidir a empresa alegando conflito de interesses.

“Adicionalmente, o Comitê, acatando as sugestões de medidas mitigatórias indicadas pela Diretoria de Governança e Conformidade, recomendou que o indicado, caso venha a ocupar a posição pretendida, tome as providências necessárias para que a empresa em que possui participação societária, bem como qualquer outra empresa que porventura venha a ter participação, se abstenham formalmente de prestar serviços à Petrobras e suas participações societárias, bem como a fornecedores e concorrentes relevantes; e tome as providências necessárias para cessar a percepção de remuneração compensatória referente ao período de impedimento legal de 6 (seis) meses (quarentena), ao qual foi submetido após desligar-se do cargo de Secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível do Ministério de Minas e Energia”, diz a ata.

Ex-oficial do Exército, Ferreira Coelho tem mais de 25 anos de experiência profissional, com atuação nos setores de petróleo, gás natural e biocombustíveis. Foi secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia até outubro do ano passado. Exerceu ainda diversos cargos de gestão e assessoria técnica na Empresa de Pesquisa Energética (EPE) entre 2007 e 2020.

Atualmente, respondia pela presidência do Conselho de Administração da PPSA, a Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S/A, desde maio de 2020. A PPSA é a estatal responsável pela gestão de contratos de partilha de produção e de comercialização de petróleo e gás natural da União.

Fonte: Por Gazeta do Povo.

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu