Câmara dos Deputados ‘ressuscita’ após a Páscoa, já o Senado…


Arthur Lira decidiu pela volta presencial a partir do dia 18 ao contrário do Senado onde o presidente roda-presa Rodrigo Pacheco ainda enrola. Foto: Jefferson Rudy

Porto Velho, RO
- O sucesso da vacinação, a queda nos casos e mortes por covid fizeram o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) decidir pela volta aos trabalhos 100% presenciais a partir do dia 18, em uma espécie de ressurreição após a Páscoa, ao contrário do Senado, onde o presidente roda-presa Rodrigo Pacheco (PSD-MG) segue enrolando e mantém o sistema híbrido presencial e virtual, que facilita condução das sessões.

O que importa

Apesar da volta ao trabalho presencial, o impasse sobre a distribuição de cargos após a movimentação na janela partidária persiste.

Só detalhes

Na Câmara, a decisão foi tomada na semana passada e só falta definir alguns detalhes sobre a jornada de trabalho dos servidores.

Sem iniciativa

No Senado, que se vê envolto em denúncia de fraude na coleta de assinaturas da CPI do MEC, a ordem é ver o que acontece na Câmara.

No mundo real

A volta mesmo só deve ocorrer com definição de cargos e presidências das comissões temáticas. Otimistas preveem que só após os feriados.

Fonte: Por Cláudio Humberto

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu