Preços da soja caem no Brasil com quedas de Chicago e dólar

Foto: Pixabay

Porto Velho, RO - Os preços da soja oscilaram entre estáveis e mais baixos no mercado físico brasileiro nesta segunda-feira (11). A queda de Chicago e a desvalorização do dólar afastaram os negociadores. Sem oferta, o mercado travou.

– Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos ficou em R$ 185,00

– Região das Missões: a cotação seguiu em R$ 184,00

– Porto de Rio Grande: o preço estabilizou em R$ 190,00

– Cascavel (PR): passou de R$ 179,50 para R$ 178,00 a saca

– Porto de Paranaguá (PR): a saca baixou de R$ 186,50 para R$ 185,00

– Rondonópolis (MT): a saca recuou de R$ 171,00 para R$ 169,00

– Dourados (MS): a cotação passou de R$ 179,00 para R$ 176,00

– Rio Verde (GO): a saca baixou de R$ 168,00 para R$ 165,00

Soja em Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a segunda-feira com preços em baixa. O fraco desempenho do petróleo liderou as perdas nas demais commodities, em meio a um quadro de maior aversão ao risco.

O mercado teme um arrefecimento da demanda chinesa, em decorrência do lockdown em partes daquele país, para conter o surto de Covid. Há ainda uma certa pressão exercida pela perspectiva de atraso no plantio de milho nos Estados Unidos, o que poderia determinar uma transferência de área ainda maior para a oleaginosa.

As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 766.232 toneladas na semana encerrada no dia 7 de abril, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O mercado esperava o número em 700 mil toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em maio fecharam com baixa de 33,75 centavos de dólar por bushel ou 1,99% a US$ 16,55 1/4 por bushel. A posição julho teve cotação de US$ 16,40 3/4 por bushel, com perda de 27,25 centavos ou 1,63%.

Nos subprodutos, a posição maio do farelo fechou com baixa de US$ 9,10 ou 1,94% a US$ 459,10 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em maio fecharam a 74,30 centavos de dólar, com perda de 0,82 centavo ou 1,09%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em baixa de 0,46%, sendo negociado a R$ 4,6910 para venda e a R$ 4,6890 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,6780 e a máxima de R$ 4,7390.

Fonte: Por Agência Safras

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu