HOMENAGEM - Museu do Agro Alysson Paolinelli será construído em Minas Gerais

A cidade de Uberaba, em Minas Gerais, será a sede do Museu do Agronegócio Sustentável Alysson Paolinelli (Masap).

Porto Velho, RO - A construção já está em andamento na fazenda modelo Getúlio Vargas, localizada na Embrapa/Epamig.

O Centro Internacional para Inovação e Transferência de Tecnologia Agrícola e Pecuária (Ciitta) está conduzindo o projeto, que é financiado pelo Banco Bradesco.

Segundo o Ciita, o Museu do Agro Alysson Paolinelli será uma instituição capaz de acolher e difundir histórias e memorias do agronegócio brasileiro.

“Preservar a história do agronegócio brasileiro é essencial para o entendimento da dura trajetória que o país percorreu nos últimos 50 anos, até se tornar um dos maiores produtores de alimentos do mundo. Além disso, o Museu do Agro Alysson Paolinelli, terá o importante papel de expressar as transformações técnicas para uma agricultura cada vez mais sustentável e produtiva, que consegue alinhar a preservação dos recursos naturais, com inclusão social e geração de emprego e renda”, diz Cléber Guarany, presidente do Ciitta.

Para o ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli foi uma grande surpresa. “Fiquei muito feliz quando me contaram que o museu terá o meu nome”, afirma.

Também faz parte do projeto a museóloga e diretora da Expomus, Maria Ignez Mantovani Franco. Segundo ela, o espaço possibilitará a comunicação global sobre a excelência da agricultura brasileira e a importância do trabalho sustentável que transformará as novas gerações.

“O museu será um espaço de inovação continuada, que comunicará globalmente a excelência da agricultura brasileira, bem como o compromisso assumido em escala global de atuar por meio de parcerias voltadas a reduzir a fome no mundo e priorizar soluções ambientalmente sustentáveis. Seu maior compromisso será transformar as novas gerações em agentes capazes de produzir alimentos de forma consciente e em harmonia com a natureza, minimizar impactos ambientais e atuar ativamente contra as desigualdades sociais. Enfim, um museu que terá como essência discutir a segurança alimentar global por meio de ações educacionais transformadoras, capazes de gerar impacto social relevante”, diz Maria Ignez.

Outro integrante da equipe envolvida com a construção do projeto é o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues.

“Esse projeto já começa grande no nome, Alysson Paolinelli, o homem que comandou a grande transformação do Brasil, que passou de um país importador de alimentos para grande exportador de alimentos para o mundo todo. O museu aproximará o campo e a cidade, trazendo a história e toda a relação com a área internacional, conquistando cada vez mais mercado”, afirma Roberto Rodrigues.

Fonte: Canal Rural

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu