Pré-candidato à reeleição Marcos Rocha deve ter Maurão de vice, a jogada de filiação partidária entre prazo final e registro no TRE, Fórum com mais de 300 vereadores


A íntegra da coluna redigida pelo jornalista Waldir Costa

Porto Velho, RO -
Vice – Um dos problemas dos pré-candidatos a governador em Rondônia é a escolha dos vices, que são muito badalados durante as campanhas eleitorais, mas posteriormente, após eleitos, os titulares ignoram o apoio, que teve do colega de chapa na busca dos votos. Em Rondônia já temos vários pré-candidatos à sucessão estadual, mas somente o PSTU tem nomes ao governo e a vice: Didas Cordeiro e Almir Casal, respectivamente. Em passado recente o ex-presidente da Assembleia Legislativa (Ale), Maurão de Carvalho foi citado em várias oportunidades como provável pré-candidato a vice de determinados nomes a governador, mas nada ficou decidido, somente expectativas e especulações. Maurão era como se diz popularmente, a “bola da vez”.

Vice II – Com o fim das filiações de nomes em condições –legais– de concorrer a cargos eletivos em outubro próximo, o nome de Maurão voltou a ser citado como pré-candidato a vice. O senador Marcos Rogério, presidente do PL no Estado e pré-candidato a governador constantemente tem nomes destacados em condições de concorrer a vice. O mais recente foi do ex-deputado estadual e ex-prefeito de Rolim de Moura, César Cassol. Nada confirmado. Mas aumentou nos bastidores da política rumores, que Maurão é o nome que o governador Marcos Rocha, presidente do União Brasil no Estado e pré-candidato à reeleição terá como companheiro de chapa. Como as convenções partidárias para escolha dos candidatos vai se aproximando (20 de julho a 5 de agosto) a pressão vai aumentando e as parcerias definidas. Quem viver verá...

Filiações – Pouco se comenta, mas a pouca publicidade nas filiações a partidos políticos de pessoas que disputarão as eleições gerais de outubro próximo deve-se ao registro dos filiados aos partidos políticos. A possibilidade de deputados (federal e estadual) mudarem de partido sem risco de perder o mandato, por infidelidade partidária terminou no dia 1º de abril. No dia seguinte (2) foi encerrada as filiações de quem pretenda disputar as eleições este ano, mas o prazo para registro no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) era o dia 18. Ou seja, por que a pessoa não pode deixar para assinar a ficha de filiação para registro na justiça eleitoral somente no último dia, ou seja 18? A data na ficha é do dia 2.

Filiações II – A maioria dos partidos de maior expressão, os considerados “grandes” só apresentam as listas de nomes em condições de concorrer nas eleições no último dia permitido pela justiça eleitoral. Não há interesse em veicular publicamente, antes do prazo final do TRE, o grupo de pessoas em condições de disputar cargos eletivos. Este ano, por exemplo, no período de migração partidária, que possibilitou a mudança dos deputados sem implicações legais (3 de março a 1º de abril), vários nomes que estavam cotados como certos em determinados partidos foram registrados em outros partidos. Simples: a ficha de filiação tem a data de 2 de abril, como o registro foi até o dia 18, durante o período vários mudaram de partido, apesar de comentários, que já haviam assinado fichas de filiações partidárias. Na última hora mudaram. Valem as listas que foram apresentadas à justiça eleitoral.

Fórum – O 3º Fórum dos Legisladores Municipais do Estado de Rondônia, que ocorre em Porto Velho, na sede da Assembleia Legislativa (Ale), desde a manhã de hoje (3) está bem prestigiado. Vereadores dos 52 municípios de Rondônia estão marcando presença no evento, que conta com palestrantes gabaritados. A nova Lei de Licitações, foi tema da palestra de abertura com o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zimler. A participação dos vereadores foi efetiva e, quem assistiu a palestra de abertura pode constatar, que é possível, que cada município tenha a sua legislação sobre licitações, uma das muitas dificuldades da administração pública.

Respigo

Apesar do número elevado de vereadores, prefeitos, deputados (estaduais e federais) e autoridades a organização do fórum dos vereadores atendeu de forma eficiente a todos os participantes. A vereadora de Ouro Preto do Oeste, Rosária Helena (União Brasil) fez questão de destacar a equipe do diretor-geral da Escola do Legislativo (EL), Fábio Ribeiro, e da sua equipe, pela ordenação do evento +++ A deputada federal Mariana Carvalho (Republicanos) esteve prestigiando o fórum de vereadores na Ale-RO na manhã de hoje. Mariana foi vereadora em Porto Velho, onde iniciou a sua carreira política +++ Notícia importante do presidente da Ale-RO no encontro de hoje, mas que será encerrado somente na quinta-feira (5). Segundo Redano, em breve os representantes dos legislativos municipais terão um espaço personalizado em Porto Velho, para quando vierem à capital, para tratar de assuntos dos seus municípios +++ Porto Velho já teve uma casa de apoio para prefeitos e vereadores. Mas da mesma maneira que surgiu desapareceu +++ Não há dúvida que a iniciativa de Redano é ótima. Será um ponto de apoio na capital a prefeitos, vereadores e assessores é fundamental para o povo do interior.

Fonte: Por Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu