Você viu? Frigoríficos exportadores voltam a pagar preços mais altos

Foto: Luiz Pfeifer/ Embrapa

Porto Velho, RO - Os frigoríficos exportadores voltaram a pagar preços mais altos. Por outro lado, o cenário de pressão baixista vem se consolidando na região Norte e em Mato Grosso, com os frigoríficos locais conseguindo uma frente confortável em suas escalas de abate.

A guerra no Leste Europeu não deve ter forte impacto na demanda por proteínas brasileiras, já que a Rússia e a Ucrânia são compradores com pouca relevância comparados a outros países. A avaliação consta em boletim da Embrapa, que ressalta, que as importações dos dois países envolvidos no conflito representam no mercado global 1,9% de carne bovina, 2,6% da proteína de frango e 1,1% de suínos. .


Comércio internacional. Foto: Canal de Suez

O temor continua em relação aos embargos provisórios que foram recentemente impostos pela China, o que vem gerando transtornos regionais em função da importância das praças habilitadas a exportar para a formação dos preços locais. Saiba mais.


Foto: Governo de Mato Grosso

Os frigoríficos exportadores voltaram a pagar preços mais altos. Por outro lado, o cenário de pressão baixista vem se consolidando na região Norte e em Mato Grosso, com os frigoríficos locais conseguindo uma frente confortável em suas escalas de abate. Confira.

Fonte: Canal Rural

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu