Senador vê ‘atestado de óbito da ética’ convescote de juízes com réus em Portugal


Senador Lasier Martins (Podemos-RS) - Foto: Agência Senado.

Porto Velho, RO - O senador Lasier Martins (Podemos-RS) condenou duramente esta tarde (31) da tribuna do Senado o “flagrante conflito de interesses” no Fórum Algarve, organizado pelo Instituto Brasileiro da Insolvência (Ibajud) e que reúne ontem e hoje em Portugal ministros de tribunais superiores e as partes interessadas nos julgamentos deles, réus em processos que resultam em dívidas na Justiça. “Essa rotina de convescotes no exterior parece ter chegado ao ápice da desfaçatez, um atestado de óbito da ética”, discursou.

O encontro no exterior de ministros, desembargadores e juízes, que tiveram todas as despesas pagas por empresas que representam litígios, débitos com ações pendentes no valor superior a R$ 8 bilhões, foi divulgada na última sexta-feira pela imprensa. Para o senador gaúcho, essa má postura de magistrados lança dúvidas sobre a imparcialidade nos processos. “A que ponto chegou a farra da exposição pública de posicionamentos de juízes”, protestou.

O fórum em resort com vista para a Praia de Vilamoura e diárias de 200 euros deve ser, segundo Lasier, questionado. “Devedores convidando os julgadores das suas dívidas para uma reunião no exterior, longe de maiores curiosidades e onde tudo é mais confortável. Quem sabe lá, as palestras, os jantares e bastidores, possam encontra uma boa solução para os endividados”, pontuou. O senador citou nominalmente todos os 14 patrocinadores do evento.

As despesas dos convidados do Judiciário, encabeçados pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), serão cobertas por um banco, agentes de investimentos, administradores judiciais e escritórios de advocacia. “Só que o instituto proponente do encontro, na verdade, é a fachada, porque detrás do pretenso promotor institucional estão as empresas patrocinadoras”, observou Lasier, que vê no encontro a discussão de falências pendentes com magistrados-alvo, devidamente convidados.

Fonte: DP Redação

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu