Ausência de Fachin eleva tensão no Congresso


Ministro do STF Edson Fachin. Foto: Carlos Moura/SCO/STF

Porto Velho, RO - A nova ausência de ministros em debates no Congresso, desta vez do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, para a audiência sobre ideias de melhorias do sistema eleitoral e segurança das urnas, foi alvo de duras críticas. O pouco caso levou parlamentares indignados a questionarem se os ministros realmente “têm apreço pela democracia” e se dão alguma importância para o poder Legislativo.

Contraditório não é com eles

O senador Eduardo Girão, autor do pedido de audiência, disse que o debate foi de “alto nível” e alfinetou: “é na divergência que se aprende”.

O que dão valor

O deputado Paulo Eduardo Martins ironizou dizendo que “os ministros têm tempo para live” com youtubers e com políticos escolhidos a dedo.

Parece óbvio


Entre as propostas está realização de testes nas urnas compradas em 2020 como serão usadas na eleição, com biometria. O que não foi feito.

Vergonha repetida

O senador Eduardo Girão (Pode-CE) fez novas críticas aos ministros do STF, que de novo ignoraram convite do Congresso para a “sessão histórica” sobre eleições: “Quem tem apreço pela democracia?”

Fonte: Por Cláudio Humberto

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu