Congresso deve anular ‘rol’ vergonhoso da ANS


Congresso deve desfazer decisão mais vergonhosa da ANS, que mais parece órgão de defesa do interesse de operadoras que agência reguladora

Porto Velho RO - O Congresso deve desfazer uma das decisões mais vergonhosas da história da ANS, que, em vez de “agência reguladora”, frequentemente mais parece entidade de defesa dos interesses das operadoras de planos de saúde. Trata-se do tal “rol taxativo”, que dispensa os planos de oferecer tratamento a pacientes de autismo, por exemplo, e pode ser anulado. O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), pautou o projeto para o esforço concentrado do período de 1º a 5 de agosto.

Muito ‘conveniente’

Pela decisão da ANS, com espantoso endosso do STJ, planos de saúde não são obrigados a oferecer tratamentos fora do “rol” da vergonha.

O que eles faturam

Essa decisão da ANS atende ao interesse das operadoras de planos de saúde, que tomam dos brasileiros cerca de R$240 bilhões por ano.

Bem mais que o SUS

Não passa dos R$160 bilhões o orçamento anual do Ministério da Saúde, que mantém o SUS, plano de saúde do povo brasileiro.

Pedala, Pacheco

A ideia de Lira é definir a pauta de votação em conjunto com o Senado, e para não gerar frustração de expectativas, como tem ocorrido.

Fonte: Por Cláudio Humberto

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu