Bolsonaro diz que defende a democracia e não precisa de “cartinha”


Jair Bolsonaro participou da convenção do PP| Foto: Alan Santos/PR


Porto Velho, RO - O presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição pelo PL, afirmou durante a convenção do Partido Progressistas (PP), na quarta-feira (27), que respeita a Constituição, defende a democracia e que não precisa de “nenhuma cartinha” para isso. A declaração foi publicada pela CNN Brasil. Bolsonaro se referia à “Carta aos Brasileiros em defesa do Estado democrático de Direito", da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). Há também outra iniciativa semelhante da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

“Vivemos num país democrático, defendemos a democracia, não precisamos de nenhuma cartinha para falar que defendemos a democracia, que queremos, cada vez mais, cumprir e respeitar a Constituição. Não precisamos então de apoio ou sinalização, de quem quer que seja, para mostrar que o nosso caminho é a democracia, é a liberdade, é o respeito à Constituição”, afirmou Bolsonaro na convenção do PP.

A manifestação do presidente ocorreu após a divulgação da "Carta aos Brasileiros em defesa do Estado democrático de Direito", movimento encabeçado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). A carta foi subscrita por ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), juristas, artistas, banqueiros, empresários, entre outros. De acordo com a USP, a carta já alcançou 160 mil apoios. O texto cita a preocupação com os ataques contra o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e as urnas eletrônicas.

Além da iniciativa da USP, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) prepara um manifesto chamado “Em Defesa da Democracia e da Justiça”. O conteúdo também deve tratar da defesa da democracia e do sistema eleitoral, bem como se antecipar aos atos de 7 de Setembro.

Fonte: Por Gazeta do Povo

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu