EM SÃO PAULO Evento global do agronegócio debate segurança alimentar e sustentabilidade


Começou nesta segunda-feira (25), na capital paulista, a quinta edição do Global Agribusiness Forum (GAF), que é um dos principais encontros de agronegócios do mundo. Foto: Divulgação/Mapa

Porto Velho, RO - Foi aberta nesta segunda-feira (25), em São Paulo, a quinta edição do Global Agribusiness Forum (GAF), um dos principais eventos mundiais de agronegócio, que ocorre bianualmente.

O evento dura dois dias, com mais de 100 palestrantes que vão falar sobre o desafio de alimentar o mundo e a perspectiva global até 2050; biotecnologia, segurança alimentar e sustentabilidade; economia circular e redução de resíduos alimentares; o desafio da produção sustentável em uma época de conflito; e o futuro do comércio mundial.

Um dos temas é a adoção de práticas sustentáveis pelo setor agropecuário, como a agricultura de baixo carbono.

Ao participar do evento, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcos Montes, destacou que os produtores rurais brasileiros já vêm utilizando essas boas práticas e existe o potencial de transformação de 60 a 70 milhões de hectares de pastagens degradadas em áreas produtivas no país.

Sobre o Plano Safra 2022/23, que tem como um dos objetivos financiar a agricultura familiar e práticas agropecuárias sustentáveis, como o ABC+, Montes afirmou que, com acesso a crédito, os agricultores familiares, pequenos e médios têm melhores condições para produção e comercialização dos produtos.

A respeito da segurança alimentar mundial, o ministro citou que o Brasil é um dos poucos países do mundo com condições de aumentar a produtividade e produzir mais alimentos nas próximas décadas para atender a demanda global, graças ao uso contínuo da tecnologia tropical.

Estiveram presentes na cerimônia de abertura o presidente da República, Jair Bolsonaro; os ministros do Meio Ambiente, Joaquim Leite; e da Casa Civil, Ciro Nogueira; além de outras autoridades e representantes do setor agropecuário.

Evento

Ao participar da cerimônia de abertura, o presidente Jair Bolsonaro destacou a importância do setor. “O agro nos dá segurança alimentar, bem como para mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo”, disse o presidente.

O GAF é realizado em conjunto por várias entidades, entre as quais, a Sociedade Rural Brasileira; a Associação dos Produtores de Milho do Brasil; a Aliança Internacional do Milho; a Associação dos Criadores de Gado Zebu; a Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados; o Fórum Nacional Sucroenergético, a União Nacional do Etanol de Milho, a Associação Brasileira de Proteína Animal e a Datrago Consultoria.

Fonte: Por Canal Rural

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu