MDB regional fecha com Rocha; Daniel Pereira será oficializado; e os Cassol ainda querem Ivo ao Governo de Rondônia


A íntegra da coluna redigida por Sérgio Pires


QUEIXAS: PARTIDOS ALIADOS SE CONSIDERAM DESPRESTIGIADOS COM DECISÕES DA CAMPANHA DE REELEIÇÃO DO GOVERNADOR

Porto Velho, RO
- Durante uma longa entrevista a Everton Leoni, no programa SIC News da SIC TV (uma das maiores audiências da TV rondoniense, no horário nobre), o governador Marcos Rocha anunciou que tinha três nomes a escolher para ser seu vice, mas que só o faria, conforme suas palavras, “na última hora”. Contudo, na convenção do seu partido, o União Brasil, feita em conjunto com o Republicanos, Rocha assinou a ata do encontro, onde consta o nome de Sérgio Gonçalves, irmão do poderoso secretário da Casa Civil, Júnior Gonçalves, como o escolhido.

Até a noite desta quinta-feira, aliás, o anúncio oficial da dobradinha não havia sido feito por Marcos Rocha e só se sabe da escolha pela ata da gigantesca convenção realizada na tarde do último domingo.

Há alguma restrição ao nome do escolhido?


Pelo que se ouve nos bastidores, nenhuma, pelas qualidades pessoais do indicado, mas também até porque a opção é pessoal, do próprio Governador. Ocorre que lideranças de pelo menos cinco partidos, fielmente aliados a Rocha e ao seu projeto de reeleição, até agora, se consideraram ignorados no pacote de decisões. Um deles disse ao blog que o que se esperava é que houvesse um convite para que todos os aliados fizessem uma convenção conjunta, dando ideia da grandeza do apoio a Rocha.

Depois, porque gostariam de ao menos terem sido ouvidos sobre a escolha do parceiro de chapa. O resultado disso tudo é que candidatos de oposição (leia-se principalmente Marcos Rogério e Léo Moraes), até agora tratados como adversários, já não o são, ao menos neste momento. Um dos maiores líderes da política estadual, aliado de primeira hora do Palácio Rio Madeira/CPA, informou a este Blog que terá uma reunião decisiva com o governador Marcos Rocha, para então anunciar como se portará, na sucessão estadual, daqui para a frente.

Nesta semana, líderes do Avante e do Patriotas se reuniram com o empresário Paulo Andrade, que tem grande proximidade com Marcos Rogério. O fato da convenção conjunta dos dois partidos ter sido transferida da Assembleia Legislativa para o auditório da Unopar, empresa dirigida por Andrade, não seria apenas uma coincidência. Nesta quinta, consultados por este Blog sobre o assunto, tanto o Governador Marcos Rocha, que estava em Brasília, quanto seus assessores mais próximos não comentaram o assunto.

Lideranças do PSC, partido presidido pelo deputado Luizinho Goebel, líder do governo na Assembleia, também estão conversando com Avante e Patriotas. O PTB igualmente estaria neste pacote. Líderes destes partidos querem opinar sobre o andamento das negociações e queriam, ainda, sugerir que o parceiro de Rocha viesse do interior.

Pelo menos quatro deles falaram sobre essa questão. Obviamente que, pela longa relação de parceria de Rocha, com todos estes partidos que o apoiaram até aqui, há possibilidade concreta de que tudo se acomode. Mas até o anoitecer desta quinta, era esse o quadro.

E isso que ainda faltam 17 dias para o início oficial da campanha.

COM OS DOIS PÉS ATRÁS, PODE-SE DAR A NOTÍCIA: IBAMA DÁ LICENÇA AMBIENTAL PARA ASFALTO NA BR 319

Sempre há que se manter os dois pés atrás, até porque neste país em que nunca se sabe se as decisões valem, porque um dia é um poder que decide e no outro é outro poder que cancela a decisão anterior, mas, se for mesmo real, a quinta-feira marca um dia histórico tanto para Rondônia quanto para o Amazonas. A grande surpresa foi que o Ibama, finalmente e depois de uma série de enrolações e manobras, emitiu a tão esperada licença prévia para a reconstrução do chamado Trecho do Meio, da BR 319. Isso significa que o Dnit pode começar a montar os projetos e realizar as licitações para os diferentes trechos que vão realizar todas as obras necessárias, até todo o novo asfaltamento, do trecho de 450 quilômetros, o famigerado Trecho do Meio, que torna quase impossível, principalmente no inverno amazônico, uma ligação por terra entre Porto Velho e Manaus. O ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, comemorava, tão logo a autorização foi concedida. “É um dia histórico! A liberação para a reconstrução da BR 219 – Trecho do Meio – foi emitida hoje, quinta-feira, pelo Ibama. Resultado da coragem e do trabalho técnico da nossa área ambiental e do Dnit. Alinhando Engenharia e respeito ao meio ambiente, vamos tirar a sociedade do Amazonas do isolamento”. Se o MPF não recorrer; se não houver novas decisões judiciais contra a obra; se as ONGs internacionais não se mexerem para impedir, há agora uma chance real de que, finalmente, o asfalto na BR 319 seja realidade. Mas é sempre bom não comemorar muito, porque se sabe que nem o Ibama tem poderes sobre a Amazônia, porque eles, tais poderes, extrapolam nossas fronteiras...

POR AMPLA MAIORIA, CONVENÇÃO DO MDB FECHA COM PROJETO DE REELEIÇÃO DE MARCOS ROCHA

Não deu outra! A liderança consolidada do presidente regional Lúcio Mosquini, com o apoio de outros grupos, como os do ex-senador Valdir Raupp e da ex-deputada federal Marinha Raupp, venceu fácil a convenção do MDB, que foi realizada de forma online e que terminou pouco depois das sete da noite desta quinta-feira. Com ampla maioria de votos, o diretório estadual do partido confirmou que vai apoiar a reeleição de Marcos Rocha para o Governo. A ala liderada pelo senador Confúcio Moura ainda tentou lançar um nome forte ao Senado (embora a informação não seja oficial, ouve-se que seria o do competente ex-secretário de saúde da Capital e do Estado, Williames Pimentel), mas essa ideia não prosperou, até porque o próprio Pimentel não teria aceitado. Confúcio, contudo, conseguiu com que o partido lançasse uma candidatura ao Senado, para se contrapor à candidata Mariana Carvalho, aliada à Rocha. Trata-se de Cláudia Moura, irmã de Confúcio e que, na última eleição, disputou uma vaga para a Câmara Federal. Um número considerado alto de convencionais participou da votação e dos debates, utilizando o sistema Zoom, para acompanhamento de todos os trabalhos. Foi definida também a nominata para a Câmara Federal e para a Assembleia Legislativa.

CAMPANHA ANDANDO E OS DEMAIS CANDIDATOS TAMBÉM ESTÃO ENFRENTANDO SUAS DIFICULDADES

Se as coisas ainda estão indefinidas pelos lados da candidatura oficial, não se pode dizer menos dos demais concorrentes. Enquanto andam se realizando convenções e outras estão sendo preparadas, os candidatos ao Governo ainda não fecharam todas as parcerias. Marcos Rogério, por exemplo, conversa com vários partidos, mas, ao menos até agora, não há martelo batido com nenhum deles. Depois que a possível aliança com o PSD não deu certo (Rogério ficou sem seu candidato preferido ao Senado, Expedito Júnior), as conversas continuam em relação ao nome do vice. Até agora, parece que há chances reais do parceiro de chapa vir do PTB de Nilton Capixaba. Dois deles são bastante fortes: o ex-deputado e ex-presidente da Assembleia, Maurão de Carvalho e o empresário Paulo Andrade. Nada está definido, porque Capixaba conversa também com o grupo palaciano e não fechou a porta para Léo Moraes, do Podemos. O próprio Léo, aliás, tem sido incansável em contatos com lideranças do interior, ouvindo nomes que poderiam fazer a parceria na sua chapa. A convenção do PL será dia 5 deste agosto que está chegando, no final da tarde, no Bingool de Porto Velho. Já a do Podemos está marcada para o dia 5, na Talismã, também à tardinha. Já Daniel Pereira e seu candidato a vice, Anselmo de Jesus, devem confirmar na convenção do dia 4 o nome de Benedito Alves como candidato ao Senado. A Frente Popular, liderada por eles, também pretende lançar uma nominata forte à Câmara (com Mauro Nazif e Vinicius Miguel à frente) e pelo menos 20 nomes para a Assembleia.

FRENTE DEMOCRÁTICA OFICIALIZA CANDIDATURA DE DANIEL PEREIRA AO GOVERNO NO DOMINGO DE MANHÃ

A chamada Frente Democrática, que reúne pelo menos meia dúzia de partidos de esquerda, oficializa a candidatura de Daniel Pereira ao Governo e Anselmo de Jesus como vice, em convenção programada para a manhã deste domingo, a partir das 9 horas. O evento vai acontecer na avenida Rio de Janeiro, 4976, em frente a Unopar. No encontro, o Solidariedade da Daniel vai se unir ao PT de Anselmo, Fátima Cleide, Ramon Cujuí, Hermínio Coelho e várias outras personalidades do tradicional partido esquerdista. Também está no mesmo pacote o PSB de Mauro Nazif e Vinicius Miguel e o PDT de Acir Gurgacz, partido, aliás, que dará o senador da Frente, o advogado e professor Benedito Alves. O PC do B, o PSOL, Rede e Cidadania devem ser outros aliados neste Frentão, que, em nivel nacional, apoiará, claro, a candidatura do ex-presidente Lula ao Palácio do Planalto. Daniel Pereira quer contar também com grupo importante do MDB, liderado pelo senador Confúcio Moura (de quem ele foi vice, assumindo o governo por sete meses, quando Confúcio renunciou para disputar o Senado), embora a maioria emedebista deva estar ao lado do projeto de reeleição de Marcos Rocha. Enfim, depois de vários caminhos percorridos, sem acordos, parece que Daniel Pereira conseguiu o que parecia impossível: unir as esquerdas...

GASOLINA EM RONDÔNIA: PREÇO CAIU PERTO DE 35 POR CENTO EM RELAÇÃO A JUNHO E VAI CAIR AINDA MAIS

Em 20 de junho passado, alguns rondonienses chegaram a pagar 7,85 centavos por um litro de gasolina. O preço médio, naquele momento, batia em 7,50, pegando-se os valores cobrados em todos os 550 postos existentes no Estado. Pouco mais de um mês depois, graças à queda dos impostos federais e estaduais (principalmente do ICMS), o mesmo consumidor está pagando até 5,30 centavos. Numa comparação, seria mais de 35 por cento a menos do que o preço anterior, enquanto, no restante do país, este desconto médio tem sido muito menor. A verdade é que a tendência de queda significativa, ainda mais depois de nova baixa de 15 por cento nas distribuidoras, pode baixar ainda mais. Há quem diga que não será impossível o custo chegar a menos de 5 reais, nos próximos dias. Uma pena que o mesmo cálculo não valha para o óleo diesel, que continua bem mais caro que a gasolina, embora afete muito mais o sistema de transporte e, em consequência, do preço dos alimentos e dos produtos, alimentando a inflação. Os proprietários de postos do Estado continuam preocupados em repassar, com a maior urgência possível ao consumidor, todos os descontos vindos das distribuidoras. Os postos também se adequaram à lei de colocar placas com os valores dos preços em 22 de junho, para que o motorista possa comparar os valores.

OPERAÇÃO NACIONAL DESCOBRE 27 PESSOAS EM RONDÔNIA E 37 NO ACRE, VIVENDO COMO SE FOSSEM ESCRAVAS

Rondônia aparece, infelizmente numa estatística bastante negativa, entre os cinco Estados onde uma megaoperação nacional detectou grande número de brasileiros ainda vivendo como se escravos fossem. Algo lamentável. Dos 337 trabalhadores resgatados em 15 Estados, 27 deles o foram em diferentes cidades rondonienses. Goiás foi o campeão deste trágico número, com 91 pessoas resgatadas; Minas Gerais teve 78; o Acre 37 e Rondônia 27. País afora, 77 trabalhadores viviam em situação análogo à escravidão nas lavouras de café e outras 49 na área de criação de gado. O caso quase inacreditável foi descoberto há algum tempo, em São Paulo, onde uma empregada doméstica trabalhou durante 31 anos na mesma casa e, durante os últimos 29 anos, jamais recebeu um só centavo de salário, além de ser tratada quase como um animal pelos patrões. Desde criança, quando foi levada da sua casa com a promessa de ser adotada pela família, a mulher viveu um pesadelo que parecia eterno. A Justiça já condenou a família que manteve a mulher praticamente em cativeiro durante praticamente três anos, a lhe pagar uma indenização de 1 milhão de reais. Mas, haverá dinheiro que pague toda uma vida perdida?

ROCHA FALA EM GOVERNO MUNICIPALISTA. AO ANUNCIAR CRIAÇÃO DE UMA SECRETARIA PARA O INTERIOR DO ESTADO

Olhos voltados para o interior. A decisão do governador Marcos Rocha, ao anunciar a criação de uma Secretaria específica para atender os municípios fora da Capital, foi anunciada esta semana e, certamente, vai marcar um novo e importante passo do seu governo, onde a parceria com as comunidades é um dos destaques. O Governador. Anunciou que a criação de uma Secretaria que vai cuidar de todos os assuntos ligados aos 51 municípios do Estado, com status de uma Casa Civil. “É um projeto ousado que pretende dar mais vez e voz às cidades de Rondônia no que diz respeito a pequenos e médios projetos em todos os segmentos como saúde, educação, agricultura e infraestrutura”, avisou Rocha. Mais que isso, Marcos Rocha avisou que a indicação do titular da nova Secretaria será indicação de prefeitos, vereadores e lideranças do interior. Projeto neste sentido será encaminhado à Assembleia Legislativa, embora não tenha sido dado prazo para que o processo fosse encaminhado. “Somos um Governo Municipalista”, fez questão de ressaltar Rocha. Para o Governador, criar uma pasta com essas atribuições e direcioná-la para quem conhece do assunto, é uma decisão sensata. “Quem é gestor no interior tem um conhecimento mais profundo dessas demandas. O Estado vai oportunizar que prefeitos e lideranças se unam em um projeto grandioso de desenvolver o interior, algo impensado em outros governos. No nosso Governo, o interior continuará tendo nosso apoio”, finalizou.

OS CASSOL NA CONVENÇÃO NACIONAL DO PP, AINDA COM ESPERANÇA DE VER IVO COMO CANDIDATO

Tem o PL. Tem o União Brasil. E tem, igualmente, o PP. Também aqui em Rondônia, o partido comandado por Jaqueline Cassol e onde se destaca o irmão dela, o ex-governador e ex-senador Ivo Cassol, está junto no pacote de siglas que apoia a reeleição de Jair Bolsonaro. Jaqueline, candidata ao Senado, fez parceria com o candidato ao Governo Léo Moraes, mas em nível nacional, embora adversários na cor local, os três partidos estão unidos em torno do bolsonarismo. Nesta semana, os pepistas estiveram em Brasília, na convenção nacional, que contou, obviamente, com a presença do Presidente da República. Além de Jaqueline e Ivo Cassol, também participou do evento o secretário geral do partido em Rondônia e marido de Jaqueline, Luiz Paulo Batista, ele candidato à Assembleia Legislativa. Outro nome que se destaca no pacote de candidatos do PP, é o de Francisco Raposo Júnior, genro de Ivo, que está concorrendo à uma cadeira na Câmara Federal. O PP ainda está com a esperança de que Ivo Cassol consiga vitória na Justiça que lhe permita disputar o Governo. Os Cassol, em Brasília, têm visibilidade e portas abertas. Jaqueline é a única representante do seu partido no Congresso. Ivo é muito próximo a ministros, senadores e deputados federais e tem uma relação próxima com Bolsonaro. O PP rondoniense sonha alto em relação à eleição deste ano.

PERGUNTINHA

Você acha que a autorização do Ibama para as obras da BR 319 vai valer desta vez ou já perdeu a esperança de que um dia a rodovia que nos liga a Manaus, por terra, seja asfaltada?

Fonte: Por Sérgio Pires

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu