Taiwan acusa China de “provocação” após nove aviões de guerra sobrevoarem a ilha


Caça Shenyang J-11, um dos modelos de aviões de guerra que teriam invadido o espaço aéreo de Taiwan na última sexta-feira (08).| Foto: Wikimedia Commons

Porto Velho, RO - O Ministério da Defesa Nacional de Taiwan emitiu nota acusando o governo chinês por prejudicar a paz e a estabilidade regional devido ao sobrevoo de nove aviões de guerra que “intencionalmente violaram” a linha mediana do Estreito de Taiwan, entrando no espaço aéreo da ilha asiática na última sexta-feira (08).

Em resposta, as autoridades taiwanesas alertaram suas forças e deixaram em prontidão os sistemas de defesa antiaérea da ilha. Segundo o comunicado do ministério, as forças militares da ilha monitoraram e dissuadiram os movimentos dos aviões por meio de patrulhas aéreas de combate, envio de alertas de rádio e implantação de sistemas de mísseis de defesa, descrevendo a atividade das aeronaves chinesas como "um ato de provocação".

O ocorrido configura um degrau a mais na escalada de tensões entre China e Taiwan, desde teve início a invasão da Ucrânia pela Rússia, no início do ano. Analistas internacionais vem alertado para o temor crescente de que o governo chinês planejaria tomar medida semelhante em relação a ilha que se separou da China em 1949, mas cuja independência nunca foi reconhecida por Pequim.

Fonte: Por Gazeta do Povo

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu