Aprenda uma receita com a tainha, o peixe da estação


A tainha faz a festa de quem espera o ano todo para sua temporada.| Foto: Rodrigo Pierrot/ Gazeta do Povo

Porto Velho, RO - Com a chegada das estações frias, um peixe entra em cena no Litoral do Paraná e Santa Catarina: a tainha. Também conhecida por outros nomes, como tapiara, mugem e curimã, a espécie é usada na culinária desde o Império Romano, e continua sendo pescada de forma artesanal. Herança indígena, do povo Tupinambá, a pesca é uma tradição centenária e envolve um esforço coletivo dos caiçaras, que anualmente tiram do mar da região cerca de dez toneladas de peixe.

Nesta época, a tainha faz a festa de quem espera o ano todo para sua temporada. Entre eles, chefs que alçam sua carne e, principalmente, suas ovas, a ingredientes de luxo da gastronomia internacional, conforme explica o chef Lucas Cintra, do restaurante Ostra Bêbada.

Para comemorar a temporada do peixe, Cintra compartilha com o Bom Gourmet uma receita de tainha assada recheada com a farofa da própria ova. Nela, usou as ovas frescas, encontradas em abundância no inverno, mas explica que, para o resto do ano, enquanto a pesca do animal é restrita, a solução é apelar para a ova curada, também conhecida como Botarga - uma espécie de caviar brasileiro.

Confira o passo a passo da receita!


Tainha assada e recheada com farofa: prato caiçara tradicional. | Rodrigo Pierrot/ Gazeta do PovoTainha assada recheada com farofa da própria ovaChef Lucas Cintra, do Ostra Bêbada

Tempo de preparo

1h20

Preparo

Fácil

Ingredientes

Para a Tainha:

1 tainha limpa e cortada ao meio (1,5 kg a 2 kg)

Limão a gosto

Sal a gosto

Pimenta-do-reino a gosto

Para a farofa:

Ovas de tainha

300 g de farinha de mandioca fina

100 g de manteiga

50 ml de azeite de oliva

1 cebola média

3 dentes de alho

1 pimenta dedo-de-moça

1 ramo de salsa

Passo a passo

Separe os ingredientes e o pré- aqueça o forno em 180º C.

Corte a tainha ao meio e a ­tempere com sal, pimenta-do- reino e limão.

Para o recheio, tempere e corte as ovas.

Pique a cebola, o alho, a salsinha e a pimenta dedo-de-moça. Não se esqueça de tirar as sementes antes de picar.

Refogue as ovas em azeite e manteiga.

Adicione os temperos e depois a farinha, fazendo uma farofa úmida e perfumada.

Abra a tainha espalmada em cima de papel alumínio ou de uma folha de bananeira. Recheie com a farofa.

Enrole e leve ao forno por 45 minutos.

Com a farofa, o prato dispensa acompanhamentos. Mas você também pode servir com arroz branco e legumes.

Fonte: Por Thaís Cunha, especial para o Bom Gourmet

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu