Felipe d’Avila, do Novo, entra com ação contra Lula no TSE


Candidato afirma que o ex-presidente Lula fez propaganda eleitoral antecipada durante evento em Teserina, no Piauí, o que é vedado antes de 15 de agosto. | Foto: Ricardo Stuckert/divulgação PT

Porto Velho, RO - O candidato do partido Novo à presidência da República, Felipe d’Ávila, entrou com uma ação contra o presidenciável do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por suposta propaganda eleitoral antecipada durante um evento em Teresina (PI) na última quarta-feira (3).

No despacho, protocolado na quinta-feira (4) e ao qual a Gazeta do Povo teve acesso, a defesa de d’Avila afirma que Lula, “em ato público de divulgação de sua candidatura e de aliados na cidade de Teresina, realizou ato flagrantemente atentatório à legislação eleitoral ao pedir, expressa e explicitamente, votos em período vedado”. 

A representação afirma, ainda, que Lula também pediu votos a seus aliados na região.

Os representantes de d’Avila citam, ainda, que a Lei das Eleições define que a propaganda eleitoral somente é permitida após o dia 15 de agosto do ano de eleição, estabelecendo uma multa que varia de R$ 5 mil a R$ 25 mil.

A defesa da chapa de Lula foi procurada para comentar a representação, mas ainda não respondeu à reportagem.

Fonte: Por Gazeta do Povo

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu