No PT, Fátima e Hermínio querem repetir sucesso do passado; Léo busca apoio de Cassol; e MDB tem Mosquini, Thiago e Tiziu à Câmara


A íntegra da coluna redigida por Sérgio Pires

CRIME HEDIONDO: DEPUTADO DIZ DA TRIBUNA QUE GRAVAÇÕES DO ANESTESISTA/ESTUPRADOR CORREM RISCO DE ANULAÇÃO COMO PROVA

Porto Velho, RO - Fosse num país sério, decente, com um Congresso atuante, com um Judiciário sem as exceções do aparelhamento ideológico; onde a verdadeira democracia fosse respeitada; onde os cidadãos de bem fossem tratados como tal e o peso das leis caísse, com toda a sua força, sobre os bandidos e criminosos, certamente essa distante hipótese jamais seria sonhada. Mas estamos no Brasil, território livre para o crime, com apoio de leis criadas para protegê-lo; onde o ativismo judicial substitui outros poderes; onde filhos que matam seus genitores são soltos para comemorar o Dia das Mães; onde o autor de um atentado que quase matou o hoje Presidente, está prestes a sair livre; onde um político condenado por vários crimes é liberado para disputar uma eleição presidencial.

O tema envolve o caso do anestesista/psicopata, aquele que foi filmado estuprando uma mamãe, logo após ela dar à luz, graças à ação de médicos e enfermeiros que dele suspeitavam. Um deputado estadual de Santa Catarina, Kennedy Nunes, trouxe à baila a suspeita, que, obviamente, em qualquer país decente, jamais seria sequer pensada como possível. Num discurso da tribuna da Assembleia Legislativa, o parlamentar afirmou que todas as provas contra o anestesista/tarado poderiam correr o risco de serem invalidadas, por causa de artigo do Código Penal.

Kennedy afirma (parte do discurso pode ser assistido pelo link ttps://www.youtube.com/watch?v=GjQDj_5FqAU&ab_channel=MarcosBALLALouvandoSempre, no you tube) que como as provas foram conseguidas de forma ilegal, só poderiam ser usadas pela defesa. Então, diz, há um risco real de que as provas mostradas no vídeo que chocou o país e o mundo, poderiam não serem aceitas e que, pior que isso, quem as conseguiu, correria o risco de ser processado. Vários outros vídeos nas redes sociais repetem a denúncia. É só um risco, porque como o crime é hediondo, a análise é diferente. Mas...

Pena que o duro protesto do parlamentar contra leis que poderiam beneficiar um psicopata, não servirão para nada, além, é claro, como um desabafo. Lei é lei, goste-se ou não e ela tem que ser cumprida. Nas últimas décadas, uma sucessão de absurdos cometidos contra os brasileiros, de todas as classes sociais, aqueles que hoje estão jogados à própria sorte, rezando todos os dias para voltarem vivos para casa, criou uma espécie de muro de proteção para a bandidagem.

Em nome dos direitos humanos deles, foram inventadas excrescências, como (apenas para dar um exemplo), a audiência de custódia, onde a palavra do policial não tem valor algum, mas só o tem a do criminoso. É o mesmo sistema, aliás, que está transformando nosso amado país numa baderna generalizada, onde o crime organizado tem o poder das armas pesadas; lava dinheiro, tem empresas, patrocina candidaturas e leva o terror às populações.

O anestesista, no final das contas, poderia acabar saindo como vítima e aqueles que o denunciaram, como vilões? Claro que é quase impossível, mas não neste Brasil que adora os direitos dos bandidos!

MDB FAZ CONVENÇÃO ONLINE, PARA DECIDIR APOIO A MARCOS ROCHA OU OUTRO CANDIDATO E QUEM APOIARÁ PARA A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

A quinta-feira marca um dia importante no contexto da pré-eleição em Rondônia. Das 16 às 19 horas, o MDB rondoniense faz convenção para definir seus candidatos à Câmara Federal, Assembleia Legislativa, ao Senado e, ainda mais importante, com quem o partido caminhará para a eleição ao Governo e na disputa Presidencial. O que há está decidido é que o encontro do partido não terá as mesmas cenas de batalha e até agressões, como o que ocorreu na convenção de 2018, quando foram escolhidos dois candidatos (Confúcio Moura e Valdir Raupp) para a disputa pelo Senado. O motivo é simples: a convenção não será presencial, mas sim através da Plataforma Zoom. Os convencionais poderão participar e votar pelo link https://us06web.zoom.us/j/88622760587?pwd=T3I0ek1mdTRTRytiVGlJUHpNaTFUZz09. O ID da reunião é 886 2276 0587 e a senha de acesso é 693460. O MDB, como acontece há anos e em praticamente todo o país, vai dividido para a convenção, ao menos em relação aos apoios em nível estadual e federal. Uma ala, que tem a maioria e tem à frente o presidente regional Lúcio Mosquini, líder da bancada federal e candidato a mais um mandato, quer se aliar ao governador Marcos Rocha e ao presidente Jair Bolsonaro Mosquini, aliás, é vice-líder de Bolsonaro na Câmara há três anos. Já a ala que tem à frente o ex-governador e senador Confúcio Moura não aceita esta parceria. Recentemente, atacou duramente o governador Marcos Rocha, por causa de declarações de que Confúcio teria deixado os cofres públicos quase vazios, ao sair de seu segundo mandato. O senador também já se declarou forte opositor de Bolsonaro, sendo um dos grandes defensores da candidatura da emedebista Simone Tebet. O grupo de Mosquini respeita Simone, mas não acredita na candidatura dela. Enfim, no final do dia, saberemos como sairá o MDB de mais uma convenção.

PARTIDO VEM COM NOMES QUENTES PARA A CÂMARA: MOSQUINI, THIAGO E TIZIU JIDALIAS FORMAM O TRIO MAIS FORTE

Por falar em MDB, o partido deve anunciar, durante sua convenção, a relação de candidatos à Câmara Federal e Assembleia. Para o Congresso, o partido vem com nominata cheia, com nove nomes. Três deles, pelo menos, têm chances reais de chegar lá. O primeiro é o presidente regional do partido, Lúcio Mosquini, que também é, há quatro anos, o líder da bancada federal no Congresso. É também vice-líder do presidente Bolsonaro na Câmara e tenta o terceiro mandato. Fortíssimo também é o ex-prefeito de Ariquemes, o delegado Thiago Flores. Thiago vem com apoio da sua região e escudado num mandato à frente da Prefeitura da sua cidade, recheado de avanços. Há, ainda, um terceiro candidato, daqueles com chances reais. Trata-se do empresário e ex-deputado estadual Tiziu Jidalias, também de Ariquemes, um personagem bastante conhecido na política estadual. Na sua última tentativa de chegar à Câmara, ele teve quase 29 mil votos, ficando na primeira suplência apenas por questões de votos de legenda. É mais um apoiador do presidente Bolsonaro na disputa presidencial. Tiziu afirmou que está ao lado de quem “luta pela liberdade de expressão, geração de emprego, do agronegócio, desenvolvimento e quem respeita a bandeira nacional”!

COMANDO NACIONAL PEDE A GUEDES QUE ABRA MÃO DE CANDIDATURA AO GOVERNO, MAS ELE SÓ ACEITA SE CONVENÇÃO FOR TRANSFERIDA

Como poderia se prever, fechou o rolo no PSDB rondoniense. Dias atrás, José Guedes, que tinha anunciado ser o candidato do partido ao Governo, embora o comando regional já tivesse fechado com o projeto de reeleição de Marcos Rocha, apoiado pelo maior líder político que ainda restou no tucanato, o prefeito da Capital, Hildon Chaves, foi instado pelo presidente nacional, Bruno Araújo e outros tucanos de alta plumagem, a mudar seus planos e sair como candidato a deputado federal pela sigla. Guedes estava pronto para aceitar, até que ocorreu outro fato que o desagradou totalmente. Segundo ele, o diretório regional estava preparando o que Guedes chamou de “convenção secreta”, com uma convocação “escondida”. Segundo ele, para definir os rumos do partido, sem a participação dele. Foi, aliás, o que o ex-prefeito da Capital escreveu numa carta a Bruno Araújo, condicionando aceitar a missão de disputar a Câmara Federal ao invés do Governo, à decisão de adiar a convenção. Pelo edital publicado, a reunião do partido para decidir seus rumos para a eleição deste ano, está projetada para esta sexta-feira, dia 29, na sede do partido, na avenida Alexandre Guimarães com Nicarágua, em Porto Velho. Pelo edital, a discussão do partido será pela escolha de candidatos a Deputado Estadual; delegação à Executiva para celebrar acordos com outros partidos e delegação de poderes a um tucano, com poder decisório equivalente ao de Presidente do partido, para definir coligações e outros detalhamentos. Não há previsão, nas normas do edital, para se tratar do lançamento de candidatura ao Governo, ao Senado e a Câmara Federal. O edital é assinado pelo presidente regional da sigla, Diogo Muniz de Lucena.

PSD DE EXPEDITO NETTO E EXPEDITO JÚNIOR FAZ CONVENÇÃO EM ROLIM DE MOURA AINDA COM MUITAS DÚVIDAS PARA A ELEIÇÃO DE OUTUBRO

Há outra convenção muito esperada. Ela vai acontecer na sede da Associação Atlética Banco do Brasil, a AABB, em Rolim de Moura. Está agendada para o próximo 4 de agosto, quinta-feira da semana que vem. Trata-se do encontro decisivo do PSD, que terá que definir se apoiará algum dos candidatos ao Governo, se lançará ou não Expedito Junior como candidato ao Senado e qual a nominata que terá para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Os planos do PSD mudaram depois que o PL, comandado no Estado de um fortíssima aliado de Expedito, o senador Marcos Rogério, candidato ao Governo, abrindo mão da parceria com o PSD e oficializando o nome do megaempresário Jaime Bagattoli. Com isso, o partido ficou sem o acordo que já tinha sido firmado, na palavra, há tempos atrás. A partir daí, o próprio Expedito, nome fortíssimo ao Senado, começou a perder o ânimo em relação à corrida pela única vaga a que Rondônia tem direito. A última possibilidade seria a do PSD se unir aos partidos de esquerda, da chamada Frente Popular, que tem Daniel Pereira como candidato ao Governo. Surgiram então duas questões. Uma: o próprio Expedito não se sentiu animado com a possibilidade de ingressar num grupo de esquerda. E do lado da Frente, Daniel Pereira e seus aliados estariam muito perto de fechar um acordo com o ex-conselheiro do Tribunal de Contas, Benedito Alves. Nestas alturas do campeonato, não se sabe os caminhos que seguirá o PSD. Neste momento, a grande preocupação é ter uma nominata forte para a Câmara, no sentido de apoiar a reeleição de Expedito Netto. No restante, não há ainda decisões concretas.

LÉO PROGRAMA CONVENÇÃO PARA 5 DE AGOSTO, BUSCA APOIO DE IVO CASSOL E AINDA NÃO ANUNCIOU QUEM SERÁ SEU VICE

Léo Moraes, o candidato do Podemos ao Governo, também tem agindo em várias frentes. A principal delas é uma sucessão de visitas a municípios do interior, onde tem realizado pré-convenções e muitas reuniões com os eleitores. Em outra, busca fortalecer os laços com o PP de Jaqueline Cassol, já referendada como sua candidata ao Senado, enquanto tenta convencer o ex-governador e ex-senador Ivo Cassol a entrar no seu grupo de apoio. Até agora Cassol não decidiu, até porque continua aguardando decisão do STF que, se lhe for favorável, permitiria que ele próprio, Ivo Cassol, se apresentasse como candidato ao Governo. A terceira missão de Léo Moraes é organizar sua convenção, agendada para o 5 de agosto, na casa de shows Talismã, na Capital, a partir das 17 horas. Léo continua também a busca do seu candidato a vice. Até agora, pelo que se ouve nos bastidores, o nome viria do interior, mas ainda não se sabe de que cidade. Aliás, nem Léo, nem Marcos Rogério anunciaram ainda seus vices. No caso de Marcos Rocha, o nome do secretário Sérgio Gonçalves foi colocado como vice, na ata da convenção, mas não se sabe ainda se será mesmo ou poderá haver alguma mudança. Já o candidato da Frente Popular (Solidariedade, PT, PSOL, PV e outras siglas de esquerda), Daniel Pereira, já completou sua chapa, com o ex-deputado federal Anselmo de Jesus como vice.

AVANTE E PATRIOTAS FAZEM CONVENÇÃO CONJUNTA NA UNOPAR E BUSCAM ALIANÇAS COM PTB E PSC

Um vídeo postado na manhã desta quarta-feira, nas redes sociais, pelo deputado Jair Montes, presidente regional do Avante, partido que, segundo ele, “foi o que mais cresceu no Estado”, tendo hoje, conforme divulgou, mais de 150 mil simpatizantes, deixou dúvidas no ar. Montes, vice-líder do governo na Assembleia e que comanda um partido que estava fechadíssimo com o projeto de reeleição de Marcos Rocha, deixou no ar ao menos a suspeita de que algo não está assim tão pacificamente acertado. O presidente do Avante, que grava vídeos, às vezes até mais de um num só dia, distribuindo-os pelas redes sociais, diz que a preocupação maior do partido, neste momento, é o de anunciar sua relação de candidatos à Câmara Federal (onde o advogado Breno Mendes é um dos principais nomes) e à Assembleia Legislativa, numa relação em que o próprio Montes comanda, ele que busca mais um mandato. Na conversa, ele destacou também a candidatura ao Senado, do ex-juiz Léo Fachin. Nestes últimos dias, Avante, Patriotas, PTB e até o PSC decidiram voltar a conversar sobre eventual aliança para a eleição. Há algo no ar, além dos aviões de carreira, como dizia o Barão de Itararé. No vídeo, ao falar de outros acordos, Montes deixou subentendido que a decisão só será anunciada na convenção dos dois partidos, o dele e o comandado pelo deputado Marcelo Cruz, no próximo 5 de agosto, no auditório da Unopar. No final do vídeo, contudo, Montes reclamou de alguém que, segundo ele, “não cumpriu com sua palavra!”. O que será que ele quis dizer com isso? A política fervilha nos bastidores.

LADRÕES ROUBARAM MAIS DE 200 EQUIPAMENTOS DA ENERGISA NO ANO PASSADO, INCLUINDO TRANSFORMADORES. POUCOS FORAM PRESOS

Num dos maiores e melhores condomínios da Capital, onde moram autoridades, médicos, empresários (um deles é o prefeito Hildon Chaves e a primeira dama, Ieda Chaves), há pouco mais de um ano, ladrões roubaram um transformador, deixando todos no escuro. Ora, para roubar um equipamento enorme, pesadíssimo, os criminosos não só eram especialistas, como levaram horas para executar o furto. Obviamente, ainda havia um receptador esperando pelo transformador. Ele nunca foi recuperado e ninguém foi preso. Como quase sempre acontece. Quase sempre, porque, nesta semana, os bandidos se deram mal. Estavam num outro condomínio, na zona leste. Já tinham conseguido tirar o transformador e o estavam transportando num equipamento especial, quando foram flagrados pela polícia. Três ladrões foram presos (logicamente os nomes deles não foram divulgados, para proteger seus direitos, como reza a nociva legislação brasileira, que só é boa para criminosos), enquanto toda a região ficava sem energia, até que a Energisa repôs o equipamento. Para se ter ideia, aliás, só no ano passado, mais de 200 equipamentos da Energisa foram furtados ou roubados, causando graves prejuízos à empresa e, claro, para a população afetada. Até hoje não se tem notícia de que algum receptador tenha sido preso, processado e esteja cumprindo pena. O roubo de fiação elétrica também continua livre, leve e solta, em todos os recantos da Capital.

VINTE ANOS DEPOIS, PETISTAS FÁTIMA CLEIDE E HERMÍNIO COELHO QUEREM REPETIR O SUCESSO NAS URNAS

Como os candidatos de esquerda em Rondônia vão se postar, em relação ao resultado das urnas? Essa é uma pergunta importante, na medida em que se o ex-presidente Lula vencer a eleição, mesmo que no Estado os partidos que compõem a Frente Popular não apareçam entre os preferidos do eleitorado, em todas as pesquisas, há sim possibilidades concretas, ao menos para alguns deles. Começam pelo próprio Daniel Pereira, nome dos mais fortes na corrida pelo Governo. O nome ao Senado estreia na política, mas pode ser uma surpresa. O advogado, ex-secretário do governo Confúcio Moura e ex-conselheiro do Tribunal de Contas, Benedito Alves, é daqueles figuras que podem chegar e tocar o coração e mentes dos eleitores. Vinte anos depois, dois dos nomes mais quentes do petismo rondoniense também estão de volta e têm tudo para, novamente, caírem nas graças de parte do eleitorado. A ex-senadora Fátima Cleide, ainda a maior liderança petista em Rondônia, volta a concorrer, desta vez, querendo uma cadeira na Câmara Federal. Já para a disputa pela Assembleia, há o retorno, à disputa política, do ex-presidente da Câmara de Vereadores, ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia, Hermínio Coelho. A Frente Popular certamente põe, nessa dupla, muito da sua confiança. Ambos – Fátima e Hermínio – estão muito otimistas em relação a outubro. Esperemos para ver...

PERGUNTINHA

Você concorda com o presidente do TSE, ministro Edson Fachin, ao afirmar que quem colocar em dúvida a segurança das urnas eletrônicas, está cometendo crime ou com o Presidente e os bolsonaristas, que acham que criticar seja o que for, é liberdade de expressão?

Fonte: Por Sérgio Pires

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu